domingo, 10 de fevereiro de 2013

Opinião: "The Reluctant Countess"

www.wook.pt/ficha/reluctant-countess/a/id/14934637?a_aid=4e767b1d5a5e5&a_bid=b425fcc9
Autor: Wendy Vella
Editor: Loveswept
Edição/reimpressão: Janeiro de 2013
ISBN: 9780345540072
Páginas: 302
Origem: Requisitado no NetGalley

Sinopse: Regal, poised, and elegant, Sophie, Countess of Monmouth, is everything that a highborn lady should be. But Sophie is hiding a past that is far from royal. When Patrick, Earl of Coulter, realizes that her story doesn’t add up, he resolves to find out the truth of what Sophie and her sister-in-law are concealing. Although Sophie has every reason to avoid him, the handsome and charismatic Patrick awakens something wicked deep within her soul . . . a powerful need that Sophie must stifle in order to protect her place in society.

Despite Sophie’s humble background, the raven-haired beauty has won Patrick’s heart. But what Sophie needs now is an ally. Viscount Myles Dumbly, the disgruntled former heir of Monmouth, is determined to expose Sophie as a fraud to recapture his lost inheritance. Soon Patrick is drawn into a fight for both their lives. Somehow he must find a way not only to rescue Sophie from poverty once and for all, but to keep her in his arms forever. 

A minha opinião: The Reluctant Countess é um romance de época divertido e ternurento. Conta-nos a história de amor de Sophie, Condessa de Monmouth e Patrick, Conde de Coulter. Logo à partida parece diferente, pois ambos são da mesma condição social, pelo que a clássica história do nobre que se apaixona pela plebeia aqui não acontece. Quer dizer, não acontece, mas acontece, porque Sophie tornou-se condessa por casamento, e Patrick esteve com o falecido conde de Monmouth poucos dias antes deste morrer e não soube de nenhuma esposa. E isso torna Patrick muito desconfiado e obcecado com ela. Bem, isso e o facto de não conseguir tirar-lhe a vista de cima quando estão juntos e tirá-la do pensamento quando não estão...

Sophie tem um segredo que, se revelado, não destruirá apenas a sua vida, mas também a daqueles que ama. Portanto é muito cuidadosa no seu papel de viúva que não dá confiança a ninguém, pois só assim conseguirá evitar um deslize fatal. O problema é o irritante Conde de Coulter que parece ter embirrado com ela e que mexe com ela de tal forma que se torna impossível para Sophie manter-se na personagem junto dele.

Gostei muito da relação da Sophie e do Patrick e da forma como foi evoluindo de picardia mútua, a atracção irresistível, a grande amor. Mas confesso que, depois do casamento, achei que a história foi um bocadinho esticada de mais. Adorei o facto da autora ter incluído uma história de amor secundária, mas teria preferido que a mesma tivesse direito a um livro próprio. Ficou tanto por saber...

Houve um pormenor que me chateou deveras e que me fez querer esbofetear violentamente o Patrick. Não vou revelar qual é para não spoilar, mas para quem ler, refiro-me à cena entre ele e a Sophie na carruagem. Então aquele imbecil andava desconfiado da Sophie desde que a conheceu, ela até se tinha descaído antes e ele pareceu apanhar o deslize dela, e depois vai-me fazer uma brutalidade daquelas? A joelhada in the nuts que ela lhe dá depois pareceu-me pouco castigo...
Classificação: 3

Sem comentários:

Publicar um comentário