sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Opinião: "Club Dead"

www.wook.pt/ficha/clube-de-sangue/a/id/2695009?a_aid=4e767b1d5a5e5&a_bid=b425fcc9
Autor: Charlaine Harris
Série: Sookie Stackhouse #3
Editor: Ace
Edição/reimpressão: Junho de 2010
ISBN: 9780441019113
Páginas: 294

Sinopse: There's only one vampire that cocktail waitress Sookie Stackhouse is involved with (at least voluntarily), and it's Bill Compton. But recently he's been a bit distant - in another state distant. So Sookie sets off to Mississippi after him and finds herself mingling with the underworld at Club Dead - a little haunt where the vampire elite go to chill out. And when she finally tracks down Bill - catching him in an act of serious betrayal - she's not sure whether to save him... or sharpen some stakes.

A minha opinião: E, ao terceiro livro, eis que o meu encanto com a série se desvanece cada vez mais... Depois de tudo ter terminado bem no último livro, com o romance entre Sookie e Bill a ir de vento em popa, Club Dead começa com Bill bastante desligado e evasivo. E quando Sookie finalmente o confronta sobre o seu distanciamento, Bill diz-lhe que terá de partir em breve para Seattle e deixa-lhe instruções claras sobre o que fazer ao seu computador caso algo lhe aconteça.

E pouco tempo depois Eric envia-lhe Bubba para a proteger. E em boa hora, já que Bubba acaba por matar um lobisomem de um gangue que a tenta matar no Merlotte's. Mais tarde Eric e Pam explicam-lhe que Bill está desaparecido (possivelmente "morto"), que nunca esteve em Seattle, mas sim em Jackson, no Mississippi, e que se tinha reencontrado com a sua ex-namorada, e criadora, e decidido deixar Sookie por ela...

Como se não lhe bastasse saber que ia ser trocada por outra vampira, Sookie fica também a saber que é única que pode investigar o paradeiro de Bill e salvá-lo caso ainda esteja "vivo". E é assim que Sookie se vê a caminho de Jackson acompanhada de um muito atractivo lobisomem chamado Alcide. Alcide não é grande fã de vampiros, mas vê-se obrigado a lidar com eles por motivos de negócios, e uma vez que faz negócios em Jackson, é a pessoa ideal para garantir a entrada de Sookie no Club Dead, o local na berra para os vampiros de Jackson.

E é assim que Sookie se vê a partilhar o apartamento de Alcide e a fingir ser a sua namorada no bar. A esperança é que Sookie consiga captar alguma informação dos pensamentos dos humanos que circulam à volta dos vampiros. Mas quando uma personagem do passado surge e ameaça pôr o plano de Sookie em perigo, ela não tem outra hipótese senão pôr-se a ela própria em perigo de vida...

Até agora, apesar de continuar a achar que a Sookie seria mais feliz com o Sam, eu até era fã do Bill. Mas agora já não sou. Não só se confirma a sua intenção de deixar a Sookie por outra vampira, como ele nem sequer tenta explicar-se, só assume que as coisas vão continuar como estavam e que a Sookie eventualmente o vai perdoar.

Já o Eric subiu bastante na minha consideração. Continua a ser um cafajeste, mas há uma ternura na forma como trata a Sookie que até a ele próprio surpreende. E tem pequenos gestos que o fazem ganhar pontos...

O Alcide também promete, já que a própria Sookie dá por si a considerá-lo uma alternativa viável ao futuro que tinha considerado com Bill. Afinal, com um lobisomem há a possibilidade de uma vida normal, de constituir uma família e envelhecerem juntos... E fica no ar que esta não será a última vez que o veremos.

Por falar na Sookie, já me irrita um bocado a luxúria da rapariga... Eu até percebo se ela considerasse ir para a cama com o Alcide para se vingar do Bill, mas nem é disso que se trata. Ela passa todo o livro excitada com o Bill, depois com o Alcide, depois com o Eric e depois vai alternando. Torna-se cansativo até porque para mim só faz sentido ela ter-se prestado ao que se prestou por continuar a amar o Bill, mesmo que já não queira nada com ele. Mas a quantidade de vezes que parecia que já nem se lembrava muito bem porque é que estava ali é demasiada para mim. A sério, tendo um vislumbre dos pensamentos da rapariga compreendo bem porque é que o dom dela é de enlouquecer...

Uma última nota para os restantes personagens secundários. A Tara surge novamente, agora como namorada de um vampiro, mas desaparece tão rapidamente como apareceu, pelo que não sei muito bem como irá surgir no futuro. Quanto aos meus personagens favoritos, o Sam e o Jason, desta vez ainda surgem menos, o que possivelmente também se reflectiu na minha apreciação do livro...

Para ser sincera, não sei se continuaria a série se não tivesse já o próximo livro, mas sendo assim, continuarei.

Classificação: 3

-------------------------------------------------------------------

Este livro conta para os Desafios Monthly Motif Challenge 2015 (Alternate Reality), Mount TBR 2015 e TBR Pile 2015.

Sem comentários:

Publicar um comentário