quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Opinião: "Red Hot Winter"

Autor: K Webster
Formato: Audiolivro
Narradores: Melissa Barr e Philip Alces
Editor: Read Me Romance
Edição/reimpressão: Dezembro de 2018
Páginas: 71


Sinopse: August is bitter and cold.
Two people he loved most betrayed him.

Winter is hot and sultry.
She’s the enemy’s daughter.

A blowout fight between Winter and her dad sends her straight into August’s waiting arms.
But August doesn’t want to hold her…he wants revenge.

The two are an explosive combination whenever they’re together. August antagonizes and Winter pushes back. Under all the hate burning between them is an attraction so intense, neither can ignore it.

It’s only a matter of time before it consumes them both.


A minha opinião: August sofreu o pior tipo de traição: foi traído pela mulher com o melhor amigo. E não parece ser capaz de ultrapassar isso...

Quando a sua filha lhe pede para acolher a sua melhor amiga, Winter, que é filha do seu ex-melhor amigo, em sua casa, porque ela teve uma valente briga com o pai e saiu de casa, August planeia a vingança perfeita. Afinal, o que poderá magoar mais o pai de Winter do que saber que a sua filhinha foi seduzida por August?

Mas Winter já não é a miúda de quem ele se lembra. É uma mulher, segura de si, e que responde à letra às provocações de August. Na verdade, Winter é apaixonada por August desde a adolescência e, quando o pai dela o traiu com a mulher dele, e foram viver juntos, ela não pode deixar de ter esperanças... Mas o August com quem convive agora não é aquele de que se lembra, é um homem amargurado e vingativo. E se, para tentar que ele volte a ser o homem que era, ela precisar de resistir à sua sedução, então é isso que ela fará. Por muito que lhe custe...

Gostei mesmo muito de Red Hot Winter. É uma relação tabu, não só devido à diferença de idades, mas também devido ao facto dela ser a melhor amiga da filha dele. Mas eles conseguem ultrapassar isso e as cenas entre eles são, de facto red hot! Gostei do facto de ele começar por a querer seduzir por vingança, mas à medida que começa a desenvolver sentimentos por ela, lutar contra eles e tentar afastar-se, pois acha que ela merece melhor.

Mais uma autora que não conhecia, mas que quero voltar a ler.


Classificação: 4

Fonte

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Opinião: "Heavy Equipment"

Autor: Skye Warren
Série: Trust Fund Duet #2.5
Formato: Audiolivro
Narrador: Lidia Dornet
Editor: Read Me Romance
Edição/reimpressão: Novembro de 2018
Páginas: 64


Sinopse: I’ve been raised as the good, obedient daughter, but I never expected to be sold to pay my father’s debts. Cold. Rough. Merciless. The foreman of the construction crew is going to make me pay every last cent.


A minha opinião: Comecei a ler Heavy Equipment sem ter lido a sinopse, por isso, quando percebi que se tratava de uma história em que a heroína é vendida pelo pai ao herói para pagar uma dívida, fiquei logo de pé atrás... Se há enredo que eu não gosto mesmo nada é esse. Mas a autora consegue dar-lhe a volta e acabei por gostar muito de Heavy Equipment.

June foi sempre a filha perfeita, que fez sempre aquilo que era esperado dela. Por isso, quando o pai a apresenta a Asher e lhe comunica que ela deve ir com ele, porque foi usada como pagamento de um dívida, ela vai. Mas a injustiça e a impotência agitam nela a revolta e, pela primeira vez, ela decide tomar as rédeas da sua vida e, dentro do possível, vivê-la como ela quiser.

Asher é louco por June desde a primeira vez que a viu (e quando esse primeiro encontro é contado, percebe-se porquê) por isso, quando tem a oportunidade de a tirar das garras do pai, ele aproveita-a. Mas ele não quer obrigá-la a nada, pelo contrário, ele tenta afastar-se e levar as coisas com calma, é June que não o deixa!

É uma história escaldante e talvez o facto de a ouvir ao invés de a ler tenha contribuído para ter gostado tanto dela. Mas a autora colocou o ebook gratuito, por isso vou relê-la quando sair e tenho grandes expectativas para o conteúdo extra!


Classificação: 4

Fonte

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Opinião: "Fake Love"

Autor: Claire Contreras
Formato: Audiolivro
Narradores: Savannah Peachwood e Stephen Dexter
Editor: Read Me Romance
Edição/reimpressão: Novembro de 2018
Páginas: 60


Sinopse: In the twenty-five years I’ve known Cory York, the only thing I didn’t fake with him were my orgasms.

In seventh grade, I faked a stomach flu to stay home and keep him company while he was sick. I ended up with a virus that kept me out of school for an entire week.

In twelfth grade I faked an injury to avoid going to prom by myself. He took pity on me, dumped his original date and escorted me to the dance where the spurned girl dumped an entire pitcher of red punch over my head.

In college, I faked being in a relationship with him to get him out of a bind with a classmate. Most recently, I faked a proposal, an engagement, and wedding date.

Between the ring on my finger and the home cooked meals every night, I fell for him. So I left, because Cory York is a good friend, but a terrible boyfriend. I had to leave before he broke my heart.

We went from best friends to silent strangers. Now that I’m back in town, he wants me to be his plus one for his cousin’s wedding. This time I’ll have to fake not loving him.


A minha opinião: Fake Love é um romance super fofo entre dois amigos de infância. Cory e Evelyn sempre foram amigos e sempre estiveram lá um para o outro, mesmo quando isso implicava ter de mentir/fingir. Agora estão a fingir ser noivos, a viver juntos, e a serem um casal demasiado real quando era suposto ser só a fingir... Ev acabou mesmo por se apaixonar por Cory, mas suspeita que ele não sente o mesmo. Quando ouve uma conversa dele ao telefone tem a certeza e sai da cidade para estudar.

Agora está de volta e, apesar da amizade não ter sido a mesma no entretanto, ele insiste que ela seja a sua acompanhante ao casamento da prima dele. Afinal, para todos os efeitos, continuam noivos... Mas conseguirá ela continuar a fingir que o que sente por ele é apenas amizade? E será mesmo isso que ele quer?

Gostei de Fake Love, embora tivesse gostado de ter mais do ponto de vista do Cory. Talvez seja parte do conteúdo extra do ebook?

Fiquei com vontade de ler mais desta autora.


Classificação: 4

Fonte

Top Ten Tuesday - Adições mais recentes à minha lista TBR


Top Ten Tuesday é uma rubrica original do site The Broke and the Bookish, que passou, em 2018, para o site That Artsy Reader Girl, e na qual, cada semana, nos é dado um tema para o qual devemos fazer uma lista.

Esta semana o tema é Adições mais recentes à minha lista TBR. Depreendi que se trata dos livros que quero ler a seguir, e não tanto os que adicionei mais recentemente à lista. Estes são os que espero ler em breve:

1. Daring the Player de Robin Covington


2. Padeira de Aljubarrota de Maria João Lopo de Carvalho


3. Wanting My Stepsister de Alexa Riley


4. Brief Encounter de Alice Gaines


5. The Major's Welcome Home de Tessa Bailey



6. Tudo Vale no Amor de Eloisa James



7. Kaleidoscope Hearts de Claire Contreras


8. The Secret de Julie Garwood


9. Playing with Fire de Kate Meader


10. Trust Fund de Skye Warren

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Opinião: "Renaissance Man"

Autor: Tessa Bailey
Formato: Audiolivro
Narradores: Emma Wilder e Teddy Hamilton
Editor: Read Me Romance
Edição/reimpressão: Novembro de 2018
Páginas: 63


Sinopse: The last place ex-Special forces soldier, Kyle Musgrave, expected to find himself was in a joust at a renaissance fair. There’s a prize for winning, however—her name is Cameron and she’s just as horrified by her medieval circumstances as Kyle. She needs his help badly to escape her would-be suitors. For Kyle, that means donning uncomfortable armor, galloping to victory on a stubborn steed and claiming a reward he never expected. If she’ll have him.


A minha opinião: E depois de ter lido três livros da autora de seguida, heis que o segundo livro do podcast Read Me Romance é um livro de Tessa Bailey!

Renaissance Man é uma história passada no universo dos livros Getaway Girl e Runaway Girl, mas não é necessário lê-los antes. Kyle Musgrave está temporariamente a viver no sofá de Jason e Naomi (de Runaway Girl) e vai com eles a uma feira renascentista. Aí, vê passar uma rapariga a correr e resolve segui-la, pois pressente que ela possa estar em apuros. E é precisamente em apuros que a encontra, presa na cerca e de rabo ao léu...

A rapariga é Cameron. Ela está na feira para tentar relacionar-se mais com o padrasto, mas acabou de descobrir que é suposto ser ela o prémio para o vencedor do torneio, o que explica a sua fuga precipitada. Agora está pendurada na cerca, de rabo à mostra, e depende da ajuda de um estranho. Um estranho que se vem a revelar, quando finalmente ele a liberta e ela o consegue ver, extremamente atraente...

Quando ela lhe conta porque é que está a tentar fugir, Kyle decide imediatamente que irá participar no torneio e "ganhá-la", salvando-a, assim, de um encontro com um estranho. Mas a atracção imediata que há entre ambos só vai aumentando a cada prova do torneio (e a cada escapadela entre provas que passam juntos) e, eventualmente, ela torna-se mesmo o prémio que ele mais quer conquistar. E ela só quer ser conquistada por ele...

Apesar de pequena, há muito a passar-se nesta história. Adorei o Kyle e a Cameron, gostei do trabalho dos narradores, e fiquei satisfeita com o final, embora queira muito ler o epílogo que virá no ebook...


Classificação: 4

Fonte

domingo, 27 de janeiro de 2019

Opinião: "Boiling Point"

Autor: Tessa Bailey
Série: Crossing the Line #3
Editor: Entangled: Select Suspense
Edição/reimpressão: Janeiro de 2016
ASIN: B00YM40MP8
Páginas: 352


Sinopse: Falling for a con man is the most dangerous game of all…

Con artist Austin Shaw’s been in disguise so long he’s not sure where his fake identities end and he begins. Now that he’s been strong-armed into working for a specialized undercover unit working with the Chicago police—criminals with unique “skills”—the last thing he needs is to risk his iron control. Especially when it comes to a certain stunningly sexy hacker who tempts him with every look of disdain.

Polly Banks will never, ever trust a con man. On the trail of a ruthless crook who destroyed the only family she’s ever known, Polly is unnerved by the shadow who follows her every move. The one who makes her pulse pound and breath short with lust. Austin. He’s infuriating, enigmatic, and pure sex appeal, and she’s determined to resist him.

But an untrustworthy man of disguise can become anyone he wants…including a man that Polly must trust if she’s to escape their dangerous game alive.


A minha opinião: E com Boiling Point, cheguei ao fim da série (há um quinto livro, mas eu já o li...). E que viagem...

Já tinha dado para perceber nos livros anteriores que existia um clima entre Austin Shaw e Polly Banks, o burlão e a hacker do grupo. E que ambos mantêm segredos do resto do grupo...

Austin tem um motivo muito forte para estar em Chicago. Afinal, um mestre dos disfarces como ele deixar-se apanhar pela polícia só pode significar uma coisa: ele deixou-se apanhar... Depois de tantos anos a vigarizar e a fingir ser outra pessoa, Austin tem dificuldade em saber quem realmente é. Mas talvez consiga expiação, se conseguir salvar alguém muito importante para ele das garras do seu antigo parceiro.

Já Polly tem a sua própria vingança para executar. Ela tem de encontrar o vigarista que destruiu a sua família e dar-lhe a provar o seu próprio remédio. E tudo sem que a polícia perceba o que está a fazer... A última coisa que precisa é que Austin a siga para todo o lado e se intrometa nos seus negócios. Mas Austin não consegue evitar. Ele quer proteger Polly a todo o custo e oferece-se para a ajudar na sua demanda.

Polly não consegue confiar em Austin. Afinal, ele é um vigarista, e muito bom, por sinal. Mas quando ele lhe cede completamente o controlo, dando-lhe a liberdade para abraçar a sua tendência como dominadora, ela não consegue resistir.

Pela primeira vez desde há mais tempo do que se consegue lembrar, Austin é ele próprio quando está com Polly, sem máscaras, nem fingimentos. E, se o que começa como uma espécie de terapia para ambos, ela a "castigar" o vigarista e ele a aceitar o castigo pelo mal que fez, acaba por se tornar em amor e paixão. Mas poderá a relação deles sobreviver quando toda a verdade for revelada?

Gostei muito da história da Polly e do Austin. Parece-me ser uma característica da autora, que eu adoro, pegar em duas personagens extremamente "danificadas" e torná-las melhores por estarem juntas. Não há curas milagrosas, nada disso, eles continuam "danificados" e com problemas, mas, de certo modo, encontram um modo de viver com isso e conseguem ser felizes juntos.

Adorei a forma como os restantes membros da equipa se intrometeram para ajudar e não aceitaram um não como resposta. Ah, e há um novo membro na equipa, o Henrik que é o protagonista de Raw Redemption, o último livro da série, mas o primeiro que eu li...

Porque até parecia mal se não destacasse algumas pérolas do Austin como fiz para os outros (excepto para o Henrik, sorry) aqui ficam:

"You'll have free rein to neglect me. Strap me to a chair and give me a naughty striptease until I'm begging. Give me a hand job beneath the table in a restaurant and leave me on the verge of coming. Make me crazy. Make me pay for everything I've done. Everything you hate." He nipped at her earlobe. "Or simply prop your sweet arse up in the air and ask for a rough bang. I'll peel those little low-rider panties down to your ankles and orgasm you until you've finished on me - again and again - and I'm dripping with the evidence."
Fonte

"You understand how it works yet, Polly? You tell me what your body needs... and I make it happen."
Fonte

"I have only one mandate." "Which is?" "Your orgasms belong to me."
Vou ter saudades destes personagens...



Classificação: 4


Fonte

sábado, 26 de janeiro de 2019

Opinião: "Up in Smoke"

Autor: Tessa Bailey
Série: Crossing the Line #2
Editor: Entangled: Select Suspense
Edição/reimpressão: Junho de 2015
ASIN: B00P62VGQ4
Páginas: 352


Sinopse: Never start a fire you can’t control…

Connor Bannon is supposed to be dead. Dishonorably discharged from the Navy SEALs, he's spent the last two years working as a street enforcer in Brooklyn for his cousin's crime ring. Through a twist of fate, he's now in Chicago, working undercover to bust criminals. But when a cute little arsonist joins the team—all combat boots, tiny jean shorts, and hot-pink hair—Connor’s notorious iron control slips.

Erin "she's getting away" O'Dea knows two things. She hates authority. And… Nope, that's it. When she's forced to operate on the “right” side of the law, her fear of being confined and controlled blazes to the surface. The last thing she expects is a control freak like Connor to soothe her when she needs it most. Worse, something behind the sexy ex-soldier's eyes ignites a dangerous inferno of desire. One that invites Erin to play with fire. And one that could get them both killed…


A minha opinião: (Contém spoilers para o livro anterior da série) Up in Smoke continua logo a seguir a Risking It All. Bowen, Sera e Connor estão agora em Chicago, onde irão integrar uma nova equipa de criminosos reformados a trabalhar para a polícia.

Connor Bannon já tinha surgido no livro anterior. Ele é primo do criminoso responsável pela morte do irmão de Sera e trabalhava para ele. Mas foi com a ajuda de Connor que Bowen e Sera não só conseguiram apanhar os maus da fita, como sobreviveram para contar a história... Para evitar ir para  a prisão, Bowen e Connor aceitaram um acordo que implica que trabalhem para o outro lado da lei.

Esta nova realidade é mais difícil para Connor, pois Sera e Bowen têm-se um ao outro. Já ele está sozinho numa cidade desconhecida e teve de cortar com tudo e todos os que conhecia, pois é suposto estar morto. Mas quando conhece os outros elementos da nova equipa, há uma incendiária sexy de cabelo cor de rosa que lhe chama imediatamente a atenção. Pena que ela pareça não querer nada com ele...

Erin O'Dea não tem tido uma vida fácil. Uma série de traumas e abusos tornaram-na numa incendiária especialista em fugas. Mas desta vez a única escapatória que tem é juntar-se a outros criminosos e trabalhar para a polícia. Pelo menos até conseguir pensar numa forma de fugir...

Connor, Erin e Polly (outra membro da equipa) são alojados em dois apartamentos contíguos e as raparigas obviamente decidem partilhar um dos apartamentos. Mas a apartamento que Polly escolheu não tem uma saída rápida e Erin não consegue lá ficar, acabando por ir para o apartamento de Connor onde existe uma saída de emergência. E como o outro apartamento já foi preparado com as ligações informáticas de que Polly precisa (ela é uma hacker), trocar de apartamento está fora de questão, pelo que Erin e Connor acabam por se tornar companheiros de casa.

A atracção entre eles é intensa, mas Erin tão depressa provoca como se esquiva. Connor pressente que ela precisa de estar sempre em controle das situações e, contrariando a sua personalidade, entrega-lhe o controlo total. O que acontecer acontecerá apenas quando e como Erin quiser.

É que, para além de sofrer de Cleitrofobia (medo de ficar trancado num lugar fechado), Erin sofre de Hafefobia (medo de ser tocado). O caso de Erin é tão grave que o simples toque de alguém lhe provoca uma sensação de queimadura. Mas se for ela a tocar, não há problema e é assim que, devagar, a relação entre eles se vai desenvolvendo.

Pelo meio há um criminoso para apanhar e há o reaparecimento do responsável por todos os traumas de Erin, intento em fazer das suas uma vez mais. Mas, desta vez, Erin não está sozinha e desamparada, agora ela tem Connor e tem uma equipa constituída por amigos, que a ajuda e protege.

Gostei muito de Up in Smoke. Mais uma vez, o Connor e a Erin são perfeitos um para o outro e só funcionam um com o outro. Ver o Connor a lutar contra a sua personalidade alpha protectora enquanto a Erin aprende a libertar algum do controle é simplesmente delicioso. E ele é sempre paciente, nunca a força e só avança depois de ter a certeza que é mesmo isso que ela quer. 😍

As cenas íntimas entre ambos são diferentes de tudo o que já li antes e são descritas com tanta sensibilidade e tacto. E não são menos escaldantes por isso... Até porque o Connor, abençoado, tem uma boquinha imunda, mesmo como eu gosto... Seguem-se exemplos:

“I haven’t been in the same room as you, Erin, when my cock wasn’t rock hard and ready to fuck. You know it, too. You know I want to plant it deep inside you. Watch you shift around trying to get used to being crammed so motherfucking tight.” His pupils were dilated, chest rising and falling unevenly. Breathtaking man. Burn for me. “I’m hard right now just thinking about what you’re hiding under those shorts. I want to lick all of it. I want to bite and fuck it. If you think I can survive this way all day, all night, you have overestimated me.”
Fonte

“I need to get my lips around your clit. I’m going to suck that little bud until you pass out. You’ve been keeping her from me, but time’s up, sweetheart. She’s mine.”
Fonte

“You won’t let me touch you, Erin? You sure as hell better ride me rough for the both of us.” He gave an upward thrust of his hips. “My cock is big and angry because you made it that way. That makes it your responsibility. Move.”
Fonte


Classificação: 4


Fonte

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Opinião: "Closer"

Autor: Alexa Riley
Formato: Audiolivro
Narradores: Joe Arden e Maxine Mitchell
Editor: Read Me Romance
Edição/reimpressão: Novembro de 2018
Páginas: 65


Sinopse: Ava fudged a little on her résumé to land her dream job. She’s been working her curvy booty overtime to get her boss’s new lingerie line off the ground. But when her boss’s brother comes in and says Ava should be the face—and body—of the campaign, she’s having second thoughts.

Lucas knows what he wants, and the second he sees every lush inch of Ava all bets are off. She’s not only the one for the job but the one for him, and he’ll do whatever it takes to make her see it.

Warning: This obsessed hero doesn’t hold back, and we were more than happy to let him take the reins. Find out what happens when the thick girl gets the alpha and things really heat up!


A minha opinião: Closer foi o primeiro livro a ser transmitido no podcast Read Me Romance. E foi a minha primeira experiência com um audiolivro do qual ainda não conhecia a história. E posso dizer que a experiência foi um sucesso! Fiquei fã do formato e tenho vindo a ouvir todas as histórias do podcast, embora já esteja um bocadinho atrasada... Penso que o facto de serem histórias pequenas, divididas em 5 episódios, ajude bastante, pois é mais fácil manter-me focada e não me dispersar...

Quanto à história propriamente dita, é uma história de insta-amor (de que não sou grande fã) e o herói é um bilionário que esbanja dinheiro sem sequer pensar nisso (também não sou grande fã), mas a heroína é uma miúda cheiinha, tímida e inexperiente e ele só tem olhos para ela assim que a vê e isso, para mim, compensou!

Para conseguir o seu trabalho de sonho, Ava aldrabou um bocadinho o currículo. Quem nunca, não é? Para além do mais, ela tem-se esfalfado para garantir que tudo corre bem no lançamento da nova colecção de lingerie da empresa, o que mais do que compensa a pequena decepção, certo? Mas quando Lucas Caldwell, o irmão da sua patroa, que investe no negócio, insiste que deve ser Ava a modelo da mesma, e mais tarde a chantangeia com essa informação para que ela saia com ele, ela começa a pensar se mentir terá sido assim tão boa ideia...

Lucas fica imediatamente fixado em Ava assim que a conhece e não olha a meios para conseguir o que quer. Calha bem ser bilionário... Confesso que, sem a narração de Joe Arden como Lucas, não teria gostado tanto de Closer e ter-lhe-ia atribuído uma classificação mais baixa. A verdade é que eu não teria gostado do Lucas, mas a intensidade da interpretação do narrador é tal que acabei por simpatizar com o tormento dele.

Obviamente que há um final feliz e haverá um epílogo no ebook que será lançado em breve. Eu não vou ler, porque não seria a mesma coisa...


Classificação: 4

Fonte

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Opinião: "Risking it All"

Autor: Tessa Bailey
Série: Crossing the Line #1
Editor: Entangled: Select Suspense
Edição/reimpressão: Janeiro de 2015
ASIN: B00KP8FDZO
Páginas: 400


Sinopse: She's gone rogue.

Seraphina Newsom isn't looking for vengeance…she wants justice. Three years ago, Sera's brother was ruthlessly gunned down by one of Brooklyn's most dangerous mob kingpins. The investigation has stalled out, deemed "too dangerous" by the police commissioner. So to track down the evidence she needs to take down her brother's killer, Sera turns in her hospital scrubs, joins the NYPD, and goes undercover. Unsanctioned. Alone.

He'll live to keep her safe.

With his father behind bars, Bowen Driscol has reluctantly taken over his family's sprawling South Brooklyn crime operation. New York's finest have other plans. By threatening the safety of his sister, they "convince" Bowen to extricate a rogue cop who's in over her head. But when he meets Sera and feels that deep, damning shiver of desire course through him, Bowen knows there's only one way to keep her safe without blowing either of their covers…by claiming her as his own.


A minha opinião: O protagonista de Risking it All é Bowen Driscol, meio-irmão de Ruby Elliott, que já conhecia de Riskier Business. Depois do pai ser preso, Bowen acabou por assumir o seu papel enquanto chefe do grupo criminoso da família. Afinal, é o que todos esperavam dele... Mas não é o que ele escolheria se tivesse hipótese. No fundo, ele é um homem bom que não tem outra hipótese senão ser mau... E é por isso que, quando o comissário da polícia o chantageia ameaçando Ruby, ele cede e aceita ajudar uma polícia novata que se meteu em mais do que consegue lidar...

Essa polícia é Seraphina Newsom. Parte de uma família de polícias à várias gerações, Sera escolheu ser enfermeira, mas depois da morte do irmão, também ele polícia, às mãos de um dos mais perigosos criminosos de Brooklyn, ela decide ingressar na academia e conseguir justiça para o irmão. Contudo, isso não se revela assim tão fácil, e quando percebe que a investigação do caso não irá mais avançar, resolve infiltrar-se sozinha, sem autorização nem apoio, na organização criminosa.

É aqui que Bowen entra. Ele tem negócios a tratar com o criminoso que Sera persegue e o seu papel é mantê-la a salvo sem lhe revelar que sabe quem ela é. Ora, este é um caso de luxúria à primeira vista para ambos, e Bowen percebe que a melhor maneira de ajudar Sera é se convencer todos que ela é dele, o que acaba por resultar. Se ao menos convencê-la disso fosse assim tão fácil...

Ele acaba por levá-la para casa, onde ela descobre que, por detrás da fachada de criminoso durão, há a alma de um artista, torturado pela vida que sempre conheceu e da qual pensa não ter escapatória. E é por esse homem que ela acaba por se apaixonar... Mas ele resolveu que ela é pura demais para ele, e decidiu que não lhe tocar é a forma perfeita de expiar os seus pecados. Coitado, a tortura que é resistir aos avanços de uma virgem sedutora nata...

Uma das coisas que mais gosto nos livros de Tessa Bailey é o facto dos personagens que ela inventa serem tão completamente perfeitos um para o outro. E este não foi excepção. A sério, estas duas pessoas só poderiam ficar uma com a outra. E assistir ao percurso é tão torturosamente bom...

Uma outra característica dos protagonistas da autora é o facto de terem uma boca imunda e eu adoro isso! E o Bowen é particularmente dotado em dirty talk... A sério, topem-me lá algumas destas pérolas:

“That’s the first time you’ve said my name.” He rubbed their lips together. “Whisper it again in my ear, then I’ll go.”
Fonte

“Ah, sweetheart, I don’t fuck around with virgins.” His head dipped, teeth closing around her ear and tugging. “But I’ll get down on my knees and eat that untouched pussy like a motherfucker.”
Fonte

“You could take me to Mass every day for the rest of my life and I’d still be the kind of guy who would finger you in the back row.”
Fonte


Tão bom... Felizmente ainda voltamos a encontrar o Bowen e a Sera nos próximos livros da série... 


Classificação: 4


Fonte

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Opinião: "Fall Back"

Autor: Zoe York
Série: SEALs Undone #6
Editor: Auto-publicado
Edição/reimpressão: Julho de 2015
ASIN: B014MZQ5JI
Formato: Ebook (Kindle)
Páginas: 94


Sinopse: When Navy SEAL Cade Duncan partners up with Mel Vincent for an endurance race, he doesn’t expect to tumble into a romantic fling in paradise—or to be so pissed with the beautiful woman when he finds out she’s been keeping secrets.

This book was first published in the Romancing the Alpha adventure romance boxed set.


A minha opinião: Este é o sexto livro da série The SEALs Undone, mas tal como os outros, não é necessário ler os anteriores.

A história começa quando Melissa Vincent e Cade Duncan se conhecem quando vão ambos ao hospital para visitar Cassie e Jared (protagonistas de Fall Hard). Cassie está grávida, o que obviamente significa que Mel voou para o hospital para estar com a amiga. Já Cade foi lá porque Jared lhe pediu. Cassie vai ter de repousar e ter cuidado durante o resto da gravidez e Jared quer ficar com ela, o que significa que não poderá ir com a equipa para o exercício programado, e pede a Cade que tome o seu lugar. Em troca, Cade quer que ele o convide para jantar quando Mel também for convidada...

Durante o jantar, quando Mel discute com Cassie os seus planos para emparelhar com um desconhecido na corrida de resistência no Havai onde tinha planeado participar com Jared, Cade não consegue esconder exactamente o que pensa sobre isso. E isso não cai nada bem a Mel...

Mas quando ele se oferece para ir com ela e lhe mostra que percebe o quanto a corrida significa para ela, ela acaba por aceitar. Com uma condição: serão só amigos. Pois, só se Cade não o puder evitar... Ele pretende aproveitar o tempo que vão passar juntos para lhe provar que, não só o seu interesse por ela é a sério, como têm tudo para dar certo... Conseguirá ele que ela lhes dê uma hipótese?

Mais uma excelente novela de uma série fantástica! A Mel e o Cade são perfeitos um para o outro e a forma como ele a apoia ao longo da história e lhe dá tempo e espaço para perceber o que realmente quer só o torna mais espantoso!

Fall Back está incluída na antologia Romancing the Alpha.



Classificação: 4



terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Opinião: "Masterful Lord of Thessaly"

Autor: Rachael Slate
Série: Halcyon Romance #2.3; Lords of Thessaly #4
Editor: Auto-publicado
Edição/reimpressão: Setembro de 2016
ASIN: B01K9HHFMO
Páginas: 98


Sinopse: 
Hidden in plain sight 
Lapith noblewoman Delia has been leading two lives. One, as the dutiful wife of the centaur Lord Hector. The other, a fierce Amazon warrior tasked with rescuing nymphs from a hellish fate of slavery. She's just steps away from the largest rescue mission yet, and there's only one thing standing in her way--her husband. 

Unraveling her darkest secrets 
As the heir to King Cheiron, Hector has borne the weight of an empire on his shoulders ever since his birth. With each passing year, Cheiron's subjects look to him as their new leader. But he can't rule a Kingdom when he can't even solve the mystery in his own castle. The woman posing as his mate isn't his wife, and the female avoiding him all these years is the one he can't resist. 

A love too late
When Delia disobeys the Amazon Queen to save Hector's life, they are banished to Lapith lands--enemy territory. Forced to work together, they must ensure the survival of their races, and their hearts, before the coming war draws a line between them that neither will be able to cross.


A minha opinião: Em Masterful Lord of Thessaly chegou agora a vez de conhecermos a história de  Hector, o irmão mais velho e herdeiro do trono. Hector já é casado, há dez anos, com Delia, mas não é feliz... É que, embora Delia seja a sua companheira, ela é uma lapith e despreza Hector e toda a sua familia.

Na verdade, as coisas não são bem assim. Delia é apenas meio-lapith, pois a sua mãe era uma amazona. E é a rainha amazona que ela serve, e sempre que ela parte numa missão, é uma outra amazona que fica em seu lugar, fingindo ser ela. E porque Hector se julga amaldiçoado por uma ninfa, nunca houve intimidade entre o casal... E é por isso que ele está convencido que ela tem amantes e resolve um dia segui-la para a confrontar. E dá por si em terras amazonas...

Agora que Hector descobriu o engano, a rainha amazona decide que ele não tem mais utilidade para ela e, depois de Delia tentar interceder pela vida dele, que também Delia não tem mais utilidade, e envia-os a ambos para terras lapith. Mas resolve dar-lhe uma última oportunidade: se ela o matar de forma a que todos pensem que foram os lapith, será aceite de volta.

A proximidade forçada faz com que o laço que os une se faça notar e a atracção é mútua e inegável. Hector põe, literalmente, a vida nas mãos dela, mas será ela capaz de virar as costas à família por um macho?

Gostei bastante da história de Hector e Delia, sendo que já tínhamos tido um pequeno vislumbre da verdadeira Delia num dos livros anteriores da série. Mais uma vez, a autora coloca a escolha nas mãos da fêmea e isso é tão reconfortante.

Adorei rever a Kyme e o Arsenius, protagonistas de Moon Borne, e que têm aqui um papel determinante. E adoro ir acompanhando os outros centauros e respectivas companheiras. Mal posso esperar por saber o que a autora reservou ao Petraeus...


Classificação: 4



segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Opinião: "Thrill Me"

Autor: Susan Mallery
Série: Fool's Gold #18
Editor: Harlequin
Edição/reimpressão: Julho de 2015
ISBN: 9780373788989
Páginas: 368
Origem: Requisitado no NetGalley


Sinopse: Meet the Mitchell brothers of Fool's Gold, California—five gorgeous men who've left a trail of broken hearts in their wake… 

Maya Farlow learned the hard way to depend only on herself, so when she fell too deeply for the bad-boy charms of Del Mitchell, she did the only thing she could—she ran. Stunned, Del left Fool's Gold to make his name and fortune in extreme sports.

Now ten years later, Maya's been hired to promote her hometown's new slogan, The Destination for Romance. The celebrity spokesman is none other than Del, the man she dumped but never forgot. Awkward!

Although Del's not the type to hold a grudge, he's determined to avoid falling a second time for the woman who broke his heart. He's a daredevil, not an idiot. Trouble is, in all his adventures, he never found a rush as exhilarating as Maya's kiss. Maybe risking his heart will prove to be the biggest thrill of all…


A minha opinião: Desta vez, a protagonista é Maya Farlow, irmã adoptiva de Zane e melhor amiga de Phoebe, o casal protagonista do livro anterior. Ela passou parte da adolescência em Fool's Gold, quando a sua mãe foi casada com o pai de Zane, e durante esse tempo, apaixonou-se perdidamente por Del Mitchell. A paixão era recíproca, mas quando ela conseguiu uma bolsa completa para a universidade em Los Angeles teve medo de não conseguir dizer-lhe que não se ele lhe pedisse para ficar e acabou tudo com ele. E ele acabou por partir também, conseguindo fama e fortuna como atleta de desportos extremos...

Seguindo os acontecimentos do livro anterior, Maya está de volta à cidade e foi contratada pela Mayor Martha para promover o novo slogan da cidade: O Destino para o Romance. Mas Del também está de volta, e foi ele o escolhido para ser o rosto da campanha... Apesar de se terem passado 10 anos, e de como as coisas entre eles ficaram mal resolvidas, é óbvio que ambos ainda têm sentimentos um pelo outro... Serão eles capazes de pôr tudo isso de lado e trabalhar juntos? Ou será esta a segunda hipótese que ambos sempre desejaram ter?

Gostei bastante deste livro. Especialmente do facto de, mesmo tendo todos os motivos para odiar a Maya e se querer vingar dela, o Del ter decidido avançar sem ressentimentos. O que não o impede de, eventualmente, lhe pedir explicações, mas isso era mesmo o mínimo que ela lhe devia.

Também gostei do retrato da família, de certo modo, disfuncional, do Del, mas que ainda assim Maya não pode deixar de invejar... Os irmãos dele são o máximo (e surgem numa outra série da autora) e, tendo em conta aquela revelação final, estou muito curiosa para saber como lidaram com ela.

Foi bom rever a malta do rancho do Zane, bem como uma série de personagens habituais em Fool's Gold.

E adorei o final feliz, tão absolutamente perfeito para eles os dois! Espero voltar a vê-los num dos próximos livros!


Classificação: 4

domingo, 20 de janeiro de 2019

Opinião: "Secrets of Seduction"

Autor: Nicole Jordan
Série: Legendary Lovers #3
Editor: Ballantine Books
Edição/reimpressão: Abril de 2014
ISBN: 9780345525314
Páginas: 322
Origem: Requisitado no NetGalley


Sinopse: Stunning sensuality and breathtaking romance mark this dazzling new Legendary Lovers tale from New York Timesbestselling author Nicole Jordan, where an extraordinary beauty teaches a handsome, reclusive “beast” to love again.

The most charming Wilde cousin, Lady Skye has secretly loved the enigmatic Earl of Hawkhurst since girlhood, long before the tragedy that left him scarred both physically and emotionally. When Skye learns that the celebrated hero has returned to England from his self-imposed exile to make a cold marriage of convenience, she brazenly plants herself on his castle doorstep, determined to convince Hawk that she alone is his true mate and destiny.

An elite member of the Guardians of the Sword, Hawk has vowed never again to risk the pain of loving—but that’s before he deals with the most enchanting, annoyingly persistent seductress he’s ever encountered. One night of blazing passion leaves him impossibly torn. Will Hawk choose duty over love, or will he open his heart and let Skye’s healing light penetrate his darkness?


A minha opinião: Neste terceiro livro da série Legendary Lovers, uma série focada nos cinco primos da família Wilde, Ashton e Katharine (que são irmãos), Quinn e Skye (também irmãos) e Jack, uma família que, tradicionalmente, se apaixona perdidamente e para sempre, chegou a vez de Skye. Ao contrário de Ashton e Jack, os protagonistas dos livros anteriores, Skye acredita piamente na teoria da prima de que terão de dar uma ajudinha ao destino, imitando amantes lendários da história. E está convencida de que a história que terá de imitar é A Bela e o Monstro.

E não só já sabe quem é o monstro, como está apaixonada por ele desde a adolescência. Só que o monstro, Morgan Blake, o Conde de Hawkhurst, não é exactamente um monstro, é um recluso com cicatrizes físicas e emocionais, que não conseguiu salvar a mulher e o filho dum incêndio na mansão da família.

Há dez anos que Skye espera que Hawk regresse a Inglaterra e não pretende desperdiçar a oportunidade. Só há um problema, Hawk regressou para cortejar e casar com a sobrinha-neta do líder dos Guardiões da Espada, a ordem secreta da qual faz parte, por forma a poder assumir a liderança da mesma.

O plano de Skye é aparecer na mansão com a desculpa de pedir a ajuda de Hawk para encontrar o grande amor da vida do tio, o homem que criou todos os primos Wilde depois da morte dos pais deles. E eventualmente, convencê-lo que é com ela que deve casar e passar o resto da vida...

Mas se a primeira parte do plano até corre bem, a segunda revela-se mais complicada do que Skye esperava... Não é que Hawk não se sinta atraído por Skye, mas jurou não mais voltar a apaixonar-se. E sente a responsabilidade de assumir as rédeas da organização que lhe salvou a vida, dando-lhe um propósito, depois do desgosto de perder a família. Será a bela capaz de conquistar o monstro?

Gostei da forma como a autora deu a volta ao conto de fadas, uma vez que é a bela que tenta desesperadamente fazer o monstro apaixonar-se por ela. E gostei do facto da Skye não se deixar deter por regras e convenções e seduzir descaradamente o Hawk. Ele nunca teve hipótese...

O próximo livro tem como protagonista o irmão da Skye, Quinn, e é inspirado em A Fera Amansada, de Shakespeare. Promete!


Classificação: 4


sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Cover Reveal: Her Midnight Sin by Sofie Darling


✭ ✭ HER MIDNIGHT SIN by Sofie Darling ✭ ✭


Like a vengeful Norse god, Captain John Nylander has come from the sea to steal the only home that Callie has ever known. And that might not be all he’s after.

Can a Viking…

Orphaned as a child, Nylander has never known a real home. Now he is ready to leave the dangers of his past behind and put down the roots he has always longed for. The only thing standing in his way is a lanky aristocratic lady who is more at home on the farm than in the ballroom.  And she has secrets…

And a Viscountess…

Callie, the Dowager Viscountess St. Alban, has poured all her energy into making Wyldcombe Grange her home. Managing an estate is not what she dreamed of, but her late husband’s rejection made it clear that love and a family would never be hers. Now she may lose even that to the sinfully handsome Captain. But Nylander is making her dream again…

Turn passion into love?

Nylander inspires a recklessness in Callie that she can’t control. Soon she finds herself conspiring with pirates and contemplating midnight trysts with the very Viking who has turned her life upside down. For Nylander, being with Callie embodies everything he’s always wanted—home. As midnight strikes, will all their secret, sinful dreams come true?

Pre-Order: https://amzn.to/2Fy7gk1

Add to Goodreads - https://bit.ly/2ANQHMZ

 

Excerpt


Captain Nylander.

His voice was deep enough to shake the foundations of this mansion loose. Certainly deep enough to rattle Callie, her breath shallow and her mouth dry. She rose to a stand by slow increments and stood so silent and so still that she imagined she might be forgotten. Then the captain’s gaze met hers over St. Alban’s shoulder, and all hope was lost. His eyes narrowed in question, and she lifted a single, imperious eyebrow in response. The Grange knew that eyebrow well, and she sensed it was her best defense against this man in this moment.

Before her stood the man who would never be her friend. He was her rival . . . her enemy. Soft gaslight caught the golden strands of his unfashionably long, slightly unkempt hair and the glint of clear blue sky in his eye. For all his modern English attire, the man could have been a Viking, a Norse god even, from the tales of yore come to life. All he lacked was a shield in one hand and a hammer in the other.

Callie’s breath had no choice but to catch in her chest. Her enemy was imposing, yes, but did he also have to be so blasted, devastatingly . . . god-like?

Author Info


Sofie Darling is an award-winning author of historical romance. Her debut novel, THREE LESSONS IN SEDUCTION, won the Writers’ League of Texas’ Manuscript Contest in the Romance Category in 2016. 

She spent much of her twenties raising two boys and reading every book she could get her hands on. Once she realized she simply had to write the books she loved, she finished her English degree and embarked on her writing career. Mr. Darling and the boys gave her their wholehearted blessing. 

When she’s not writing heroes who make her swoon, she runs a marathon in a different state every year, visits crumbling medieval castles whenever she gets a chance, and enjoys a slightly codependent relationship with her beagle, Bosco.

Connect: 

Site: https://sofiedarling.com 
Facebook: https://www.facebook.com/sofiedarlingauthor
Twitter: https://twitter.com/sofie_darling
Goodreads: https://www.goodreads.com/sofiedarling

Cover Reveal: At The Pleasure of the President

AT THE PLEASURE OF THE PRESIDENT

When a dangerous conspiracy threatens to tear them apart, he’ll have to choose between his country and the woman he loves… 

Decades ago, ambitious Zack Hayes set his sights on the White House. He’s worked his whole life to become the leader of the free world—attending the right schools, marrying the perfect bride—all to aid his campaign. He didn’t realize someone behind the scenes has been pulling the strings to manipulate Zack and the country he loves into a dangerous position—one he will risk his life to wrench free from. The one thing he can’t risk is Elizabeth Matthews. 

From the moment she met Zack Hayes, Liz felt the connection. Serving as his campaign manager and then his press secretary, she accepted that her love for him would remain unrequited. Still, she’d thought they were friends, so when he pushed her aside, she felt the stab in her heart. And when she realizes he’s done it to protect her, nothing will stop Liz from standing by his side—not even the men who would use her as a weapon against him. 

As shocking secrets are revealed, Zack and Liz find succor and passion in each other’s arms. When the ultimate villain shows his face, Zack may have to choose between his country and the woman he loves…

AT THE PLEASURE OF THE PRESIDENT IS COMING 04/09/2019


AMAZON I BARNES & NOBLE I APPLE BOOKS I KOBO I GOOGLEPLAY




Shayla Black is the New York Times and USA Today bestselling author of more than sixty novels. For twenty years, she’s written contemporary, erotic, paranormal, and historical romances via traditional, independent, foreign, and audio publishers. Her books have sold millions of copies and been published in a dozen languages. Raised an only child, Shayla occupied herself with lots of daydreaming, much to the chagrin of her teachers. In college, she found her love for reading and realized that she could have a career publishing the stories spinning in her imagination. Though she graduated with a degree in Marketing/Advertising and embarked on a stint in corporate America to pay the bills, her heart has always been with her characters. She’s thrilled that she’s been living her dream as a full-time author for the past nine years. Shayla currently lives in North Texas with her wonderfully supportive husband, her teenage daughter, and two spoiled tabbies. In her “free” time, she enjoys reality TV, reading, and listening to an eclectic blend of music.

NEWSLETTER I WEBSITE I FACEBOOK I YOUTUBE I INSTAGRAM I TWITTER I PINTEREST




New York Times and USA Today bestselling author Lexi Blake lives in North Texas with her husband, three kids, and the laziest rescue dog in the world. She began writing at a young age, concentrating on plays and journalism. It wasn't until she started writing romance and urban fantasy that she found the stories of her heart. She likes to find humor in the strangest places and believes in happy endings no matter how odd the couple, threesome, or foursome may seem.