domingo, 7 de julho de 2019

Opinião: "Roping the Cowboy"

Autor: Kennedy Fox
Série: Circle B Ranch #1
Formato: Audiolivro
Narradores: Savannah Peachwood e Aiden Snow
Editor: Read Me Romance
Edição/reimpressão: Fevereiro de 2019
Páginas: 128


Sinopse: An unforgettable one-night stand filled with heat and passion starts the unraveling of a love-hate feud between a small-town baker and an arrogant cowboy.

When Katarina shows up at the Circle B Ranch Bed & Breakfast to serve her new gluten-free, sugar-free, organic pastries, Braxton decides to make her life hell for kicking him out the next morning and then pretending he never existed.

First step, make fun of her tasteless muffins.

Second step, get revenge.

Soon the duo are at each other’s throats, getting even until things go too far and the chemistry burns too hot.

Kat claims their night together meant nothing.

He’s determined to prove her wrong.


A minha opinião: Kat e Braxton passam uma noite juntos e, na manhã seguinte, arrependida, ela põe-o na rua. Apesar de nenhum deles conseguir esquecer aquela noite, a partir daí a animosidade entre eles não pára de aumentar. Especialmente quando ela começa a fornecer o rancho onde ele trabalha com os seus bolos.

Geralmente eu adoro histórias em que os protagonistas estão sempre às turras até admitirem o que sentem um pelo outro, mas aqui foi, simplesmente, demasiado... Ele começa por gozar com os bolos dela, dizendo que não sabem a nada, por serem sem glúten (e adorei este pormenor, já que sou intolerante ao trigo) e sem açúcar. E como é que ela se resolve vingar? Dando-lhe um bolo cheio de laxante que o faz ficar tão doente que tem de faltar ao trabalho 3 dias... Porque ter uma conversa com ele e explicar-lhe o que lhe acontece quando consome glúten é que seria parvo... 🙄 Ah, e ainda tem a coragem de ficar indignada quando ele se vinga espalhando esterco à frente da loja dela, porque lhe pode estragar o negócio? Braxton, tu merecias melhor...

Como é um romance, eles lá ficam juntos, graças à interferência dos seus amigos, mas eu não consegui ultrapassar o quão mimada a Kat era, apesar de passar o tempo a afirmar que queria ser independente e não depender da família.


Classificação: 2

Sem comentários:

Enviar um comentário