terça-feira, 30 de agosto de 2016

Top Ten Tuesday - Regresso à escola

Top Ten Tuesday é uma rubrica original do site The Broke and the Bookish, na qual, cada semana, nos é dado um tema para o qual devemos fazer uma lista.

Esta semana o tema é livre desde que relacionado com a escola. E eu escolhi listar os livros que tive de ler na escola. Sem qualquer ordem particular, já que já nem me consigo lembrar da ordem porque foram lidos:

1. Viagens na Minha Terra de Almeida Garrett - nunca uma viagem me pareceu mais interminável... Tive de o ler no secundário e foi um suplício... Valeram-me os capítulos da Joaninha, mas esses passavam demasiado depressa e lá voltava a descrição da viagem...

2. Frei Luís de Sousa de Almeida Garrett - já não me lembro quando foi que o li, embora tenha a sensação de também ter sido no secundário. Embora não me tenha marcado por aí além, gostei. Talvez por ser do género dramático a sua história tenha tido outro impacto...

3. Os Lusíadas de Luís Vaz de Camões - primeira batota da lista. Embora fosse de leitura obrigatória no secundário, a verdade é que não o li todo, li apenas as partes analisadas na aula. Mea culpa, mas em minha defesa eu tinha muita coisa para ler nessa altura...

4. Os Maias de Eça de Queirós - segunda batota. Também era de leitura obrigatória no secundário. E eu tentei, juro que sim, mas não fui capaz de o ler... Porquê, ó porquê, Eça, tantas páginas a descrever o Ramalhete? Felizmente que havia a Sebenta...
 
5. A Sibila de Agustina Bessa-Luís - e com este passou-se exactamente o oposto... Fui das poucas pessoas da turma que o leu todinho. E adorei-o! Tanto que o reli há pouco tempo. Se não me engano estava na lista de leituras possíveis e foi este que a professora escolheu. Professora, se houver mesmo um sítio melhor e me estiver a ver daí, obrigada.
 
6. O Judeu de Bernardo Santareno - este era leitura obrigatória no 12º ano (acho), mas a professora não teve tempo de o dar (o programa era gigantesco...). Ora, em pleno pânico dos exames nacionais eu convenci-me que, obviamente, iria sair o único livro que não tínhamos estudado e toca de o ler todinho. Não saiu.
 
7. Dr. Jekyll and Mr. Hyde de  Robert Louis Stevenson - foi lido para Inglês no secundário e julgo que tenha sido o primeiro livro em inglês que li. Obviamente foi lido com o dicionário ao lado, mas mesmo assim adorei a história que, na altura não conhecia.

8. Lamb to the Slaughter de Roald Dahl - não foi esta a edição que eu li, no 10º ano, mas sim uma preparada para a sala de aula, com interrupções estratégicas em certos capítulos e que continham perguntas às quais tínhamos de responder na aula. Ora isso para mim foi um suplício porque eu não queria esperar, queria ler o resto e saber quem era o assassino... Ainda hoje é dele que falo para descrever o crime perfeito!


De certeza que houve mais, mas eu não me consigo lembrar de mais nenhum...

Sem comentários :

Enviar um comentário