sexta-feira, 28 de maio de 2010

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Which Austen Heroine are You?

Elinor 
Dashwood!

You Are...Elinor Dashwood!
You are Elinor Dashwood of Sense & Sensibility! You are practical, circumspect, and discreet. Though you are tremendously sensible and allow your head to rule, you have a deep, emotional side that few people often see.

Apesar de não ter lido o livro, vi o filme e sou obrigada a concordar que existem semelhanças...
Façam o teste aqui e partilhem os resultados!

Tenho de lhes deitar a mão...

Sou uma fã incondicional da série Castle (em exibição no AXN). Para quem não está familiarizado com a série, é sobre um autor de livros policiais, Richard Castle, envolvido numa investigação policial quando os crimes que descreveu nos seus livros começam a ser cometidos na realidade. Esse é apenas o primeiro episódio, mas Castle encanta-se com a detective responsável pelo caso, Kate Beckett, e usa a sua influência para continuar a acompanhá-la nas suas invetigações e, assim, buscar inspiração para a sua nova personagem, Nikki Heat. Eventualmente o seu livro, Heat Wave, é publicado e é mencionado frequentemente na série.


Então não é que o livro foi mesmo publicado? E até já teve direito a sequela... Como provavelmente não chegarão a ser traduzidos para português, vou tentar deitar as mãos aos originais. Mas seria bom se alguma editora portuguesa resolvesse editá-los por cá.

A New York real estate tycoon plunges to his death on a Manhattan sidewalk. A trophy wife with a past survives a narrow escape from a brazen attack. Mobsters and moguls with no shortage of reasons to kill trot out their alibis. And then, in the suffocating grip of a record heat wave, comes another shocking murder and a sharp turn in a tense journey into the dirty little secrets of the wealthy. Secrets that prove to be fatal. Secrets that lay hidden in the dark until one NYPD detective shines a light.
Mystery sensation Richard Castle, blockbuster author of the wildly best-selling Derrick Storm novels, introduces his newest character, NYPD Homicide Detective Nikki Heat. Tough, sexy, professional, Nikki Heat carries a passion for justice as she leads one of New York City’s top homicide squads. She’s hit with an unexpected challenge when the commissioner assigns superstar magazine journalist Jameson Rook to ride along with her to research an article on New York’s Finest. PulitzerPrize-winning Rook is as much a handful as he is handsome. His wise-cracking and meddling aren’t her only problems. As she works to unravel the secrets of the murdered real estate tycoon, she must also confront the spark between them. The one called heat.

In the sequel to the New York Times bestselling Heat Wave, Richard Castle does it again with his thrilling new mystery. Tough, sexy, professional, NYPD Homicide Detective Nikki Heat carries a passion for justice as she leads one of New York City’s top homicide squads. In what’s sure to be another smash sensation by blockbuster author Richard Castle, readers will once again follow Nikki Heat and hotshot reporter Jameson Rook as they trade barbs and innuendos all while on the trail of a murderer!

Promoção Bertrand: 20% de desconto em novidades seleccionadas

Momentos Wook: Todos os livros com 20% de desconto

quarta-feira, 26 de maio de 2010

terça-feira, 25 de maio de 2010

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Opinião: "As Aventuras de Alice no País das Maravilhas e Alice do Outro Lado do Espelho"

Título original: Alice's Adventures in Wonderland and Through the Looking Glass
Autor: Lewis Carroll
Ilustrador: Sir John Tenniel
Tradutor: Margarida Vale de Gato
Colecção: Universos Mágicos
Editor: Relógio D'Água
Edição/reimpressão: Maio de 2000
ISBN: 9789727085828
Páginas: 336

Sinopse: Dois em um, isto é, dois clássicos da literatura infantil, "As Aventuras de Alice no País das Maravilhas" e "Alice do Outro Lado do Espelho" num só livro. A edição tem ainda as ilustrações de John Tenniel que acompanharam as primeiras edições de ambos os livros.
Lewis Carroll, pseudónimo de Charles Dogson, diácono, matemático, lente da Universidade de Oxford e fotógrafo amador, contava estas histórias, que depois passaria à escrita, para entreter as meninas Liddell, filhas do deão da Igreja de Cristo em Oxford, especialmente Alice, a sua favorita. De aí para cá foram, e continuaram certamente a ser, milhões de crianças fascinadas pelo universo fantástico da pequena Alice e do seu cortejo de animais e objectos que falam.
Sinopse retirada daqui 

A minha opinião: Nunca tinha pensado vir a ler as aventuras de Alice, mas após ver a versão cinematográfica de Tim Burton não resisti e assim que saí do cinema fui direitinha à Bertrand...
Perdi algum tempo a decidir qual a edição que devia comprar e acabei por escolher a edição da Relógio D'Água por conter ambas as histórias num só volume, por conter as ilustrações originais e por ter um preço acessível. Posso dizer que não me arrependi, pois para além das vantagens já referidas, esta edição contém também anotações da tradutora que facilitaram muito a compreensão da história e do contexto em que foi escrita, bem como os trocadilhos e referências do autor. Aproveito para dar os parabéns à tradutora, Margarida Vale de Gato, pelo excelente trabalho, pois penso que estes livros não devem ter sido nada fáceis de traduzir e também por ter fornecido as preciosas notas sem as quais teria andado ainda mais perdida no mundo fantástico de Lewis Carroll. Também as lindíssimas ilustrações ajudaram a visualizar melhor as histórias.

Considerando que ambas as histórias tiveram como base uma Alice real, Alice Liddell, que pediu ao autor para que escrevesse as histórias que lhe contava (um pedido que o autor incluiu na obra - "Deviam escrever um livro sobre mim, isso é que era! E quando eu crescer, hei-de escrever um..." - pag. 41) fiquei com bastante curiosidade em ler o livro Alice Eu Fui, uma biografia romanceada de Alice Liddell.

Quanto às histórias propriamente ditas, penso que toda a gente as conhece melhor ou pior, pelo menos a história de Alice no País das Maravilhas. Muito resumidamente, Alice está uma tarde no jardim com as suas irmãs quando vê passar, muito apressado, um coelho branco que decide seguir. Ao fazê-lo acaba por cair numa toca de coelho que a leva até ao País das Maravilhas onde conhece uma série de personagens loucas, mas muito divertidas, das quais destaco a Rainha de Copas, o Chapeleiro Louco e o Gato de Cheshire.

Na segunda história, enquanto brinca com as suas gatinhas, Alice começa a inquirir-se sobre o que haverá do Outro Lado do Espelho e acaba por atravessá-lo. O mundo do Outro Lado do Espelho é ainda mais louco que o País das Maravilhas, e tudo se passa como num jogo de xadrez. Destaco as personagens da Rainha Branca e da Rainha Vermelha, Tuidledum e Tuidledim e Humpty Dumpty. Tal como a menina citada pelo autor no prefácio, também eu "acho que o Do Outro Lado do Espelho é mais estúpido do que As Aventuras de Alice". Mas neste caso, isso não é necessariamente mau...

 
Classificação: 3

Promoção 50 anos Presença - 50 dias, 50 livros com 50% desconto


domingo, 23 de maio de 2010

Bom fim de semana!


Imergi no País das Maravilhas com a Alice e lá acabei por sair do Outro Lado do Espelho...
Amanhã coloco aqui a minha opinião.

Espero que tenham tido um bom fim de semana repleto de boas leituras!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Selinhos

Ena, os meus primeiros selinhos! Obrigada à Patrícia do Pedacinho Literário.


Ofereço-os aos seguintes blogs:

Promoção Wooklet da semana

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Novidades Presença

Para a 2ª quinzena de Maio


terça-feira, 18 de maio de 2010

Meme de Hábitos de Leitura

À semelhança de vários outros blogs, também resolvi responder aqui ao meme de hábitos de leitura proposto pela Estante de Livros.

Petis­cas enquanto lês? Se sim, qual é o teu petisco favo­rito?
Geralmente não, embora goste de ler enquanto tomo o pequeno almoço ao fim de semana.

Qual é a tua bebida pre­fe­rida enquanto lês?
Também não cos­tumo beber enquanto leio e, se me dá a sede faço uma pausa na leitura.

Cos­tu­mas fazer ano­ta­ções enquanto lês, ou a ideia de escre­ver em livros horroriza-​te?
Enquanto estava a estudar costumava anotar e sublinhar os livros para facilitar o estudo. Nas leituras por prazer não escrevo nos livros. Costumava escrever em folhas de papel soltas, mas como muitas vezes acabava por não as encontrar depois, agora escrevo num bloco.

Como é que mar­cas o local onde ficaste na lei­tura? Um mar­ca­dor de livros? Dobras o canto da página? Dei­xas o livro aberto?
Sou incapaz de dobrar os cantos das páginas e uso sem­pre um mar­ca­dor de livros da minha colecção. Se por acaso me esqueço do marcador quando vou começar um livro uso o que está mais à mão (um talão de supermercado ou do multibanco, por exemplo) ou tento fixar em que página parei.

Fic­ção, não-​ficção, ou ambos?
Principalmente fic­ção, embora também goste de ler livros de não-ficção relacionados com a minha área de formação.

És do tipo de pes­soa que lê até ao final do capí­tulo, ou páras em qual­quer sítio?
Idealmente seria o tipo de pessoa que lê até ao final do capítulo, pois é o que tento fazer sempre que posso, mas a verdade é que nem sempre isso é possível pelo que tento, pelo menos, parar no final da página. E às vezes nem disso sou capaz pois como gosto muito de ler antes de dormir, acabo por adormecer e no dia seguinte tenho de andar a tentar encontrar em que sítio é que parei de ler...
 
És lei­tor para ati­rar um livro para o outro lado da sala ou para o chão quando o autor te irrita?
Nunca. Seria incapaz de maltratar um livro por muito irritada que estivesse com o seu autor. Se a irritação é muito forte volto a colocá-lo na prateleira até me acalmar...

Se te depa­ra­res com uma pala­vra des­co­nhe­cida, páras e vais pro­cu­rar o seu sig­ni­fi­cado?
Geralmente não pois tento compreender o seu significado dentro do contexto em que se insere. Mas se por acaso verifico que mesmo assim não consigo, e essa palavra se revela importante para a história, acabo por procurar o seu significado.

O que é que estás a ler actu­al­mente?
As Aventuras de Alice no País das Maravilhas e Alice do Outro Lado do Espelho, de Lewis Carroll.

Qual foi o último livro que com­praste?

O Retrato de Mona Lisa de Jeanne Kalogridis
, na Feira do Livro de Lisboa.

Lês só um livro de cada vez, ou con­se­gues ler mais que um ao mesmo tempo?
Só um de cada vez. Gosto de me embrenhar a fundo na história e por isso não gosto de misturar histórias diferentes.

Tens um lugar/​altura do dia pre­fe­rido para ler?

Não, leio sempre que posso e em qualquer lado. Mas gosto muito de ler na cama e o momento de leitura antes de adormecer é sagrado...

Pre­fe­res livros incluí­dos em séries ou inde­pen­den­tes?
Não tenho pre­fe­rên­cia, privilegio a história dos livros e não o facto de serem independentes ou em série.

Existe algum livro ou autor espe­cí­fico que este­jas sem­pre a reco­men­dar?
Não. Geralmente recomendo livros que penso que a pessoa em questão irá gostar baseada nos seus gostos literários.

Como é que orga­ni­zas os teus livros?

Se fazem parte de uma colecção, costumo colocá-los juntos. Se não, organizo-os por autor.

Promoção 50 anos Presença - 50 dias, 50 livros com 50% desconto



Novidades Gradiva

José Eduardo Franco, José Augusto Mourão e Ana Cristina da Costa Gomes (dir.)
Dicionário Histórico das Ordens e Instituições Afins em Portugal
UMA OBRA ÚNICA, MONUMENTAL
DEZ ANOS DE TRABALHO MUITO EXIGENTE E QUALIFICADO
Pela primeira vez na história editorial portuguesa e internacional é publicado um dicionário de horizonte tão abrangente dedicado às ordens e às suas metamorfoses, à luz de um ideário de ecumenismo cultural e científico. Centenas de instituições, umas mais conhecidas e outras praticamente incógnitas, encontram nesta obra um espaço de conhecimento que até hoje nunca tinha sido sistematizado deste modo e disponibilizado ao grande público. Ordens e instituições católicas, protestantes, hindus, budistas, maçónicas, esotéricas, templárias, míticas, honoríficas e profissionais são aqui dadas a conhecer com rigor e amplitude de visão, tendo-se procedido também à análise daquilo que tem sido a dimensão do seu papel e influência na sociedade portuguesa. Em ano de comemoração do Centenário da Primeira República, publicar uma obra tão englobante, que envolve numerosos investigadores e instituições da Igreja, da Maçonaria, de ordens profissionais e esotéricas, entre outros, é um verdadeiro exercício de democracia, de liberdade, de inclusão e de tolerância.
TIRAGEM LIMITADA PARA VENDA AO PÚBLICO
«Fora de Colecção», nº 332, 1020 pp., € 99,00


Cyril Aydon
Breve História da Humanidade - Cento e cinquenta mil anos da nossa história
A história da nossa espécie baseada na investigação histórica e arqueológica mais recente, numa perspectiva que não a das minúcias da história convencional – de reis e rainhas, batalhas e tratados – mas das ideias e das inovações que mudaram a nossa forma de viver e moldaram o mundo actual. Trata-se de uma obra abrangente e pluridisciplinar que interessará a todos os leitores que procuram conhecimento. Mais um grande livro Gradiva.
«Trajectos», nº 83, 516 pp., €26,00


Avraham Milgram
Portugal, Salazar e os Judeus
Trabalho pioneiro de investigação histórica sobre os judeus perseguidos pelo nazismo em Portugal durante a Segunda Guerra Mundial, baseado em documentação portuguesa e nos arquivos israelitas. O autor, historiador do Museu do Holocausto em Jerusalém, analisa com rigor os principais protagonistas do drama: de Salazar e PVDE à elite social e política portuguesa e aos líderes da Comunidade Israelita de Lisboa. Nesta obra, mostra-se que a neutralidade de Portugal não garantiu imunidade ao confronto moral e ético suscitado pela questão judaica.
«Trajectos Portugueses», nº 84, 432 pp., € 19,00 


Bento de Jesus Caraça
Escritos de Economia Matemática
Com organização e um estudo introdutório de Carlos Bastien, um livro que reúne escritos de uma faceta porventura menos conhecida de Bento de Jesus Caraça. Com rigor e intuito pedagógico, interessará de igual forma a economistas e matemáticos.
«Temas de Matemática», nº 10, 240 pp., € 14,50 



Disponíveis a 24 de Maio

sábado, 15 de maio de 2010

Aquisições da Feira do Livro

Já há alguns anos que não ia à Feira do Livro de Lisboa por isso a visita de ontem teve um sabor a nostalgia especial... Como já esperava, acabei por comprar mais livros do que inicialmente previa, mas aproveitei bastante as promoções de livros do dia, tendo descoberto livros que, de outra forma, provavelmente nunca iria ler.

Comecei pelo stand da Babel, onde adquiri um dos livros do dia, Enxofre de Douglas Preston e Lincoln Child por 8,5€. De seguida fui ao stand da Presença onde adquiri dois dos livros do dia, A Muralha Invisível de Henning Mankell e Os Anos de Virginia Woolf por 13,5€ e 12€ respectivamente, bem como O Décimo Terceiro Conto de Diane Setterfield por 14€. A aquisição deste último foi inteiramente motivada pelas excelentes críticas que tenho lido em blogues. Também a compra de A Mecânica do Coração de Mathias Malzieu foi motivada pela leitura em blogs de críticas positivas.

No stand da Planeta encontrei o Meia-Noite no Jardim do Bem e do Mal de John Berendt por apenas 7€ e aproveitei logo pois é um livro que já há algum tempo tenho curiosidade de ler. Da Quinta Essência comprei o Calafrio de Sandra Brown, um livro que tenho vontade de ler desde que foi editado. Por último, comprei mais um livro do dia, desta vez da Alêtheia Editores, O Retrato de Mona Lisa de Jeanne Kalogridis, por 11,5€. Não tinha qualquer referência sobre este livro, mas não resisti à capa e à sinopse.

O quinto e último volume da saga do Percy Jackson foi adquirido no stand da Fnac e é para o meu irmão (embora eu também esteja a planear ler a série...).

Balanço final: 101,5€. Ai, ai, vou ter de arranjar outras coisas em que poupar...

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Opinião: "Juntos ao Luar"

Título original: Dear John
Autor: Nicholas Sparks
Tradutor: Alice Rocha
Colecção: Grandes Narrativas nº 355
Editor: Editorial Presença
Edição/reimpressão: Novembro de 2006
ISBN: 9722336630
Páginas: 268

Sinopse: Quando pela primeira vez contemplam juntos a noite de lua cheia, John e Savannah sentem-se invadidos pela força inequívoca de um amor nascente, pela percepção de um futuro que acaba de ganhar forma e sentido nos seus corações jovens e expectantes. Nunca a lua lhes pareceu tão bela, nem o mundo um local tão pródigo em promessas. Mas a realidade não tarda a impor-se, precipitando uma vaga de acontecimentos que os coloca perante encruzilhadas de vida brutais. As longas separações a que a carreira militar de John - destacado na Alemanha - os obriga e o peso quase insuportável da saudade impelem Savannah a tomar uma decisão difícil que irá mudar os seus destinos para sempre, mas não o que sentem um pelo outro… No entanto, será a John que caberá a mais amarga de todas as decisões, aquela que ditará os seus futuros de uma forma irrevogável. Mas por mais dolorosa que seja, a escolha certa torna-se sempre nítida quando é o amor genuíno que nos inspira, quando sabemos o que significa amar verdadeiramente alguém…


A minha opinião: John conhece e apaixona-se por Savannah durante uma licença em que regressa a casa. Contudo tem de regressar à base na Alemanha e só voltará a ter uma nova licença daí a um ano. Quando está quase a ser dispensado do exército, algo acontece que muda tudo... Será o amor de ambos capaz de sobreviver ao tempo e à distância?


Também esta é uma história em que uma decisão precipitada muda completamente o futuro dos protagonistas. Gostei bastante da forma como o autor incorporou uma situação real na história que criou e não pude deixar de pensar que essa mesma situação talvez tenha gerado histórias semelhantes na realidade. Também gostei da abordagem ao autismo e à síndrome de Asperger, foi algo que também me fez pensar bastante. A história foi um pouco previsível, mas mesmo assim prendeu-me bastante pois tinha vontade de saber se as minhas previsões estavam ou não certas. A edição que li (2ª) tinha alguns problemas de revisão, principalmente ao nível de concordância de género, mas espero que já tenham sido resolvidos nas edições mais recentes.

Fiquei com bastante vontade de ver o filme pois, como já é costume com os livros de Nicholas Sparks, esta é uma história com bastante potencial cinematográfico.




 

Classificação: 3

terça-feira, 11 de maio de 2010

Figuras de acção das irmãs Brontë

Eu quero!!!

Novidades Saída de Emergência

Bestsellers com portes gratuitos

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Finalmente...

A Bertrand vai editar o terceiro livro do Dexter! Este não me escapa...


Os livros anteriores vão também ser reeditados com nova capa alusiva à série. Espero que tenham resolvido os problemas de revisão do primeiro livro que estava bastante precisado...

Maratona literária temática: livros infantis


O site librarything vai organizar no dia 15 de Maio uma nova maratona literária, desta vez dedicada ao tema Livros Infantis. Para participar basta estar registado no site e fazer a inscrição aqui. As regras são simples, basta indicar em que horário iremos ler e qual o livro infantil que vamos ler e depois "postar" sobre a experiência numa página que irá estar disponível no dia. A indicação do livro que será lido é feita aqui e podem encontrar mais informações aqui.

Ah, é preciso ter atenção ao desfasamento horário na página de inscrição porque a hora GMT indicada não é a correcta pois não está actualizada para o horário de verão. Assim, a inscrição terá de ser feita na hora antes da que realmente pretendem. Por exemplo, inscrevi-me para o horário das 18h que aparece indicado como correspondendo às 14h (2pm), mas que na realidade corresponde às 19h, hora a que realmente estarei a ler.