terça-feira, 30 de outubro de 2012

Teaser Tuesday (79)

Teaser Tuesdays é uma rubrica semanal organizada pela MizB do blog Should Be Reading.

Todos podem participar! Estas são as regras:
  • Pegar no livro que estamos a ler
  • Abrir numa página ao calhas
  • Partilhar duas frases dessa página. CUIDADO PARA NÃO INCLUIR SPOILERS!
  • Partilhar o título e o autor do livro, para que os outros participantes o possam adicionar às suas listas TBR (To Be Read). 

O meu teaser esta semana:
"Hester caught hold of Pearl, and drew her forcibly into her arms, confronting the old Puritan magistrate with almost a fierce expression. Alone in the world, cast off by it, and with this sole treasure to keep her heart alive, she felt that she possessed indefeasible rights against the world, and was ready to defend them to the death."

~ p. 95, “The Scarlet Letter” de Nathaniel Hawthorne

sábado, 27 de outubro de 2012

On My Wishlist (13)

On My Wishlist é uma rubrica semanal, organizada pelo blog Workaday Reads, na qual irei listar as novas adições à minha lista de desejos, quer se tratem de novidades ou de clássicos.

Descobri este ano a autora Madeline Hunter e fiquei de tal maneira fã que já tenho todos os livros dela editados por cá. Não é por isso de estranhar que esta novidade irá inevitavelmente vir cá parar a casa...

Título: O Sedutor
Autor: Madeline Hunter
Sinopse: Ele planeia uma vingança. Ela busca a verdade.
Juntos, são perigosos. 
E irresistíveis…
Diane Albret é órfã e passou a maior parte da sua vida num colégio interno. Sem mais família, está habituada a receber apenas uma visita: Daniel St. John, o seu irresistível tutor. Ao longo do tempo, ele visitou-a sempre uma vez por ano. Mas o seu mais recente encontro reserva-lhe uma surpresa: Daniel esperava encontrar uma menina e Diane é já uma bela e carismática mulher. Ele aceita retirá-la da clausura do colégio e levá-la consigo para Londres. Porém, ambos têm planos que preferem manter em segredo.

Diane está decidida a descobrir o que se passou com a sua família, que nunca chegou a conhecer. Só Daniel pode revelar o que ela tanto deseja saber, mas ele tudo fará para que o passado permaneça secreto, pois os seus efeitos representam uma ameaça fatal para a vida de ambos. Por seu lado, Daniel está subtilmente a usar a inocência da sua protegida para uma vingança que planeia há mais de uma década.

Mas a crescente proximidade entre ambos ameaça dificultar-lhes os planos e, pouco a pouco, eles apercebem-se de que têm mais em comum do que julgavam. Poderá um novo amor triunfar sobre ódios antigos?

Divulgação "Palavras Nossas"

A pedido de um dos co-autores, divulgo a seguinte novidade da Esfera do Caos Editores:

Palavras Nossas
Colectânea de Novos Poetas Portugueses
Volume II | 2012
Coordenador: Miguel Almeida

Uma colectânea inovadora e renovadora.
Novos temas, novas abordagens, estilos diferenciados.

20 novos poetas portugueses dão-nos a conhecer o melhor da sua poesia, até agora desconhecida: Acácio Costa, Anya Pinheiro, Arnaldo Teixeira Santos, Carlos Palhau, Isaura Moreira, Jorge Aragão Treno, Jorge Nuno, Manuel Rosa, Manuela Gomes da Silva, Maria das Dores Gomes da Silva, Maria de Lurdes Cunha, Maria Judite Coelho Cândido, Maria Luísa Silva, Maria Pombo, Maria Silvéria Mártires, Maria Teresa Almeida, Marta Limbado, Micaela Adriana Morais, Rúben De Brito, Vítor Fernandes

A colectânea Palavras Nossas, com o primeiro volume dado à estampa em 2011 e que agora se apresenta em segundo volume, resulta de um projecto literário que procura dar primazia à novidade e à diversidade: autores que pela primeira vez nos mostram a sua poesia inédita — porque vale a pena dar voz a quem nunca teve a oportunidade de se revelar — e um amplo conjunto de temas e estilos diversificados — porque o mundo em que vivemos é feito de muitas e insuspeitas complexidades.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Friday's Photo (80)

Fonte
Bom fim de semana e boas leituras!

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Theme Thursday - Tempo

Theme Thursdays é uma rubrica semanal, que funciona de quinta a quinta, organizada pela kavyen do blog Reading between Pages.

Todos podem participar! Estas são as regras:
  • Um tema será colocado online todas as semanas (à quinta)
  • Pegar no livro que estamos a ler e escolher uma conversa/fragmento/frase
  • Mencionar o autor e o título do livro no post
  • É importante que o tema seja mencionado na frase (embora esta não tenha, necessariamente, de conter a palavra)

O tema desta semana é - TEMPO

"As not only the disease interested the physician, but he was strongly moved to look into the character and qualities of the patient, these two men, so different in age, came gradually to spend much time together."

~ p. 104, “The Scarlet Letter" de Nathaniel Hawthorne

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Resultado do passatempo "Peripécias do Coração"

Tinha para oferecer um exemplar de Peripécias do Coração, num passatempo que só foi possível com a colaboração da Asa. Agradeço desde já aos 44 participantes, mas infelizmente só um pode vencer e a vencedora foi:

30 - Patrícia Soares

Muitos parabéns! A vencedora será contactada por email e o livro será enviado assim que receber a morada para envio.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Teaser Tuesday (78)

Teaser Tuesdays é uma rubrica semanal organizada pela MizB do blog Should Be Reading.

Todos podem participar! Estas são as regras:
  • Pegar no livro que estamos a ler
  • Abrir numa página ao calhas
  • Partilhar duas frases dessa página. CUIDADO PARA NÃO INCLUIR SPOILERS!
  • Partilhar o título e o autor do livro, para que os outros participantes o possam adicionar às suas listas TBR (To Be Read). 

O meu teaser esta semana:
"But she said it with a hesitation that did not escape the acuteness of the child. Wheter moved only by her ordinary freakishness, or because an evil spirit prompted her, she put up her small forefinger, and touched the scarlet letter."

~ p. 83, “The Scarlet Letter” de Nathaniel Hawthorne

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Friday's Photo (79)

Fonte
Bom fim de semana e boas leituras!

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Opinião: "Meant for Her"

Autor: Amy Gamet
Série: Love and Danger #1
Editor: Auto-publicado
Edição/reimpressão: Agosto de 2012
ISBN: 0988218208
Formato: Ebook (Kindle)
Páginas: 156
Origem: Ganho no Member Giveaway do Library Thing

Sinopse: A code that only she can break…
A man that only she was made for…

A raging fire consumes a Florida hotel room, leaving behind the charred remains of a mystery man and the key to a safe deposit box. What’s inside leads investigators to Julie Trueblood, a woman who is not what she seems, and a secret that only she can decipher.

Julie’s life has been devastated once before, and she has spent the last ten years trying to separate herself from history. The fire forces open the door to her past, bringing her face-to-face with her greatest fears, and her only hope for the future.

As the Navy investigator on the case, Hank Jared realizes he’s three steps behind the moment he walks in the door. While he works to unravel the truth behind his assignment, passion ignites between him and Julie. Will he choose the love of a woman he doesn’t completely trust, or the Navy career he has worked for his entire life?

A minha opinião: Gostei bastante deste livro. A história é empolgante, as personagens memoráveis e a leitura compulsiva.

"Meant for her" conta-nos a história de Julie, uma mulher com um passado perturbado. A sua mãe morreu de cancro e o seu pai, que trabalhava para a Marinha dos EUA, foi acusado de traição e fugiu para parte incerta. Ela era apenas uma miúda quando isto aconteceu e foi a sua tia Gwen quem a criou e a ajudou a recuperar. Agora o seu pai aparece morto e Hank, o oficial da Marinha enviado para investigar, é tudo aquilo que Julie sempre quis, mas Julie não sabe se pode confiar nele... Mas será Julie apenas uma vitima inocente ou esteve em conluio com o seu pai todos estes anos? Poderá Hank confiar nela? Em fuga, mas sem saberem bem de quem, a atracção entre Hank e Julie apenas se torna mais forte.

Esta é uma história divertida, doce e emocionante. Achei o seu estilo reminiscente de Sandra Brown, mas sem as cenas quentes, e gostei muito de todos os twists na história.

Sendo o primeiro livro de Amy Gamet, devo dizer que fiquei bem impressionada. Vou definitivamente ficar à espera de um novo livro e mal posso esperar por ler a história de Gwen, até porque a autora deixou uma ponta solta que deverá ser resolvida na continuação.


A versão kindle do livro continua grátis na Amazon aqui.

Classificação: 4

-------------------------------------------------------------------

Este livro conta para os Desafios Fall Into Reading 2012 e Mystery & Suspense 2012.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Opinião: "O Deus das Moscas"

Título original: The Lord of Flies 
Autor: William Golding
Tradutor: Luís de Sousa Rebelo
Colecção: Mil Folhas nº7
Editor: Público
Edição/reimpressão: Maio de 2002
ISBN: 8481305065
Páginas: 224

Sinopse: Com 14 milhões de cópias vendidas só nos países de língua inglesa, O Deus das Moscas toma lugar de pleno direito no círculo restrito das obras da grande literatura que conseguem realizar tiragens de bestseller de enorme consumo. Romance de estreia do então pouco conhecido William Golding, o livro foi publicado em Inglaterra, em 1954, graças ao caloroso apoio de T. S. Eliot, mas o grande sucesso chega com a edição económica publicada nos Estados Unidos em 1959, que se torna um verdadeiro objecto de culto, sobretudo junto do público jovem.
Ainda que de cativante haja bem pouco no romance: na sequência de um desastre aéreo ocorrido durante um conflito planetário, um grupo de meninos e rapazes encontra-se numa ilha deserta sem qualquer adulto. Pareceria a situação ideal para experimentar uma organização social fundada na liberdade natural, mas a pouco e pouco o grupo é invadido pelos medos e pelas inseguranças dos seus vários elementos, que afrouxam o controlo racional e deixam vir à tona um instinto agressivo e selvagem: um instinto capaz de destruir qualquer forma de colaboração ou solidariedade e que conduz a um desfecho trágico que, a partir de um certo momento, parece ser verdadeiramente inevitável.
Romance de tese sobre a naturalidade do mal, O Deus das Moscas é todavia toda uma perfeita máquina narrativa, na qual as dinâmicas incansáveis do entrecho se fundem com uma subtil e aturada análise da psicologia infantil e com uma profunda mas desolada reflexão sobre os fundamentos antropológicos da violência e da ânsia de poder.

A minha opinião: A sinopse indica que o romance tem pouco de cativante e não podia concordar mais... O Deus das Moscas conta-nos a história de um grupo de rapazes e meninos que, devido a um acidente de avião se vêem perdidos numa ilha deserta entregues a si próprios e sem qualquer adulto. Rapidamente elegem um chefe, Rafael, que decide que a tarefa primordial é manter sempre um fogo a arder para funcionar como aviso a potenciais barcos que passassem ao largo. Logo nessa primeira noite é possível ver que será muito difícil organizar o grupo de rapazes, pois à primeira sugestão que alguém faz, agem todos sem pensar e completamente desorganizados, e acabam por deitar fogo à ilha.

Para além de Rafael outros rapazes se destacam: Bucha é a voz da razão, mas a quem ninguém dá ouvidos até ser tarde demais; Jack é uma espécie de número dois que assume o comando dos caçadores; e Simão que é também equilibrado, mas incapaz de se expressar convenientemente.

Não demora muito até que os rapazes abandonem as responsabilidades e se entreguem à liberdade que a ilha lhes proporciona. E daí até regredirem à selvajaria é um pulinho... O final foi um autêntico murro no estômago e deixou-me a pensar o que aconteceria se o mesmo sucedesse actualmente, com os miúdos de hoje. Será que pelo menos saberiam fazer fogo?

Embora perceba perfeitamente o porquê deste livro se ter tornado um clássico, não me cativou. Nunca me liguei verdadeiramente a nenhuma das personagens. E uma coisa que me irritou bastante na tradução foi o facto de terem traduzido o nome de todas as personagens à excepção de Jack.

Outra coisa que não percebo é o porquê deste livro estar na lista de livros banidos. É certo que é violento, mas não me parece mais violento que certos filmes que passam ao Domingo à tarde...

Classificação: 2

-------------------------------------------------------------------

Este livro conta para os Desafios Mount TBR 2012, What's in a Name 5 (rastejante arrepiante) e Fall Into Reading 2012.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

A capa mais bonita (58)

A capa mais bonita é uma rubrica semanal do Tantos Livros Tão Pouco Tempo (inspirada na rubrica Cover Vs Cover do blog Library Mosaic) na qual cada semana é escolhido um livro e são comparadas a capa da edição original (sempre que possível) e a capa da edição portuguesa e, através de uma votação, é elegida a capa mais bonita.

Na semana passada a capa vencedora foi a da edição portuguesa de A Casa dos Sonhos, com 13 votos contra 7.

Esta semana comparamos as edições britânica e portuguesa de O Mistério do Comboio Azul de Agatha Christie. Sem dúvida prefiro a capa original. E vocês, qual a capa que preferem?

Capa Reino Unido
Capa Portugal
l l l l l l l l l l l l l l l l l
Qual a capa mais bonita?
  
pollcode.com free polls 

"Meant for Her" gratuito na Amazon

Ganhei este livro no LibraryThing. Já o li e gostei muito, poderão ler a minha opinião sobre ele ainda esta semana.

Reparei que hoje se encontra gratuito na Amazon (versão kindle) e não quis deixar de partilhar. É o romance de estreia da autora, mas julgo que é uma estreia auspiciosa. Se são fãs de mistérios com romance à mistura (um pouco no género de Sandra Brown, mas sem as cenas quentes), têm um kindle ou não se importam de ler no PC, então aproveitem.

Podem fazer o download aqui.

Ah, tenham atenção quando fizerem o download, pois poderá entretanto já não ser gratuito.

domingo, 14 de outubro de 2012

Passatempo "Peripécias do Coração"

Com o apoio da Asa, o Tantos Livros Tão Pouco Tempo tem para oferecer um exemplar de Peripécias do Coração de Julia Quinn.

Para participar só têm de responder correctamente às seguintes perguntas e esperar que a sorte vos sorria!

O passatempo termina às 23:59 de 21 de Outubro.


As regras são as seguintes:
  1. Só é aceite uma participação por pessoa e só de habitantes em Portugal;
  2. O vencedor será sorteado aleatoriamente (através do Random) de entre todas as participações com a totalidade das respostas correctas;
  3. O vencedor será notificado por email e anunciado aqui no blog;
  4. O livro será enviado por mim, em tarifa editorial, não sendo o blog responsável por possíveis extravios nos correios. Todavia, caso o vencedor assim o queira, o livro será enviado em correio registado, sendo os custos pagos pelo vencedor.
As respostas podem ser encontradas aqui.

Opinião: "Kidnapping the Laird"

Autor: Terri Brisbin
Edição/reimpressão: Fevereiro de 2011
ASIN: B004P8K2CE
Formato: Ebook (Kindle)
Páginas: 28
Origem: Gratuito na Amazon

Sinopse: Catriona MacDonnell is a wife of convenience who discovers that she wants more from the handsome, sexy laird she had to marry.

Padruig Grant was not happy when his wife kicks him out of her bed, but his pride prevents him from returning to it. When Catriona takes matters...and her husband...into her own hands to claim the love they both deserve, should he resist her valiant efforts or should he surrender?

This short story appears in the print edition of the MAMMOTH BOOK OF SCOTTISH ROMANCES from January 2011.
 
A minha opinião: Este conto estava (e continua a estar) gratuito na Amazon e como a sinopse me pareceu divertida, resolvi fazer o download. E posso dizer que não fui enganada, é mesmo um conto divertido.

Conta-nos a história de Padruig e Catriona, de famílias rivais, que se vêem forçados a casar como forma de trazer paz às suas famílias. Mas a noite de núpcias não corre muito bem e acabam por ter apenas um casamento de conveniência. Até que Catriona não suporta mais ver o marido com a amante e resolve raptá-lo e fazer-lhe uma proposta: se deixar a amante, ela regressa à sua cama.

A premissa é engraçada e a relação e picardia entre ambos também. Fiquei com vontade de ler um romance de autora.

Classificação: 4

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Friday's Photo (78)

Fonte
Bom fim de semana e boas leituras!

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Opinião: "The Great Gift"

Autor: Misty Wright
Editor: iVisionary Media
Edição/reimpressão: Agosto de 2012
ASIN: B00903F3FU
Formato: Ebook (Kindle)
Páginas: 187
Origem: Ganho no Member Giveaway do Library Thing

Sinopse: Alyssa is 26 and doesn't like the way all men mistreat her. She decides a change is needed and applies to be a jillaroo on a cattle station named The Oasis, which is located in outback Australia.

She meets a cowboy, Kent, who is a rodeo champion. They agree on a bet. Eventually both want out, but neither wants to be first.

Through a series of adventures that stretch from the city to a fast-flowing river in the outback where Kent must save Alyssa from drowning, love germinates in the middle of a storm.

In her heart, Alyssa is a woman who adores the city's nightlife, but as the sun sets on each day, the Australian outback becomes more enticing and the excitement of the city fades. Then she inadvertently saves The Oasis.

Love is growing between Alyssa and Kent, but then Brandt, Alyssa's obsessive ex-boyfriend, tracks her down. Can Kent save her one last time?

A minha opinião: "The Great Gift" é um romance contemporâneo levezinho sobre uma mulher desiludida com o amor e com os homens que deixa tudo para trás e aceita um trabalho no interior da Austrália onde finalmente encontra o amor.

Achei que a história tinha potencial, mas tive problemas com algumas coisas. Em primeiro lugar, não percebi a necessidade de um prólogo quando este é apenas um resumo do primeiro capítulo. Depois há a personagem principal, Alyssa, acerca da qual ficamos a saber, repetidas vezes, que é uma beleza estonteante, mas vá-se lá saber porquê, só atrai canalhas... E ela pode ser bastante irritante por vezes... Quer dizer, ela já se queimou antes, mas mesmo assim apaixona-se à primeira vista por um tipo que acabou de conhecer? Acabou de o conhecer e já contempla uma relação com ele? E começa imediatamente a fazer-lhe perguntas pessoais quando devia interrogá-lo sobre o emprego... Ela alterna entre estar completamente apaixonada e pensar que os homens são escumalha. E a forma como se passa com as pessoas, mesmo tendo acabado de as conhecer é irritante.

Gostei mais do Kent, ainda que o tivesse achado um tudo nada demasiado misterioso. Achei o final um bocado esquisito, mas não posso explicar porquê sem entrar em spoilers. Mas gostei quando o vilão reaparece e gostei do motivo por detrás das suas acções.

De um modo geral, achei que a história tinha potencial, mas as personagens, especialmente Alyssa, precisavam de ser mais coerentes.

Classificação: 2

-------------------------------------------------------------------

Este livro conta para o Desafio Fall Into Reading 2012.

Prémio Nobel da Literatura 2012

Fonte

A Academia Sueca atribuiu hoje o Prémio Nobel da Literatura 2012 ao escritor chinês Mo Yan "que, com realismo alucinatório funde contos populares, a história e o contemporâneo".

O escritor de 57 anos é apontado como um escritor do regime chinês, e pouco crítico do mesmo.

Em Portugal, Mo Yan tem apenas um livro editado, "Peito Grande, Ancas Largas", pela Ulisseia, mas segundo a Wook, está esgotado.

Fontes: Nobel Prize e RTP.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Opinião: "O Segredo de Sophia"

Título original: Sophia's Secret
Autor: Susanna Kearsley
Tradutor: Jorge Almeida e Pinho
Editor: Edições Asa
Edição/reimpressão: Junho de 2012
ISBN: 9789892319445
Páginas: 512
Origem: Oferecido pela editora em troca de uma opinião honesta

Sinopse: Carrie McClelland é uma escritora de sucesso a braços com o pior inimigo de qualquer artista: um bloqueio criativo. Em busca de inspiração, ela decide mudar de cenário e visitar a Escócia, onde se apaixona pelas belas paisagens e pelo Castelo de Slain, um lugar em ruínas que lhe transmite uma inexplicável sensação de pertença e bem-estar. Tudo parece atraí-la para aquele lugar, até mesmo o seu coração, que vacila sempre que encontra Graham Keith, um homem que acaba de conhecer mas lhe é, também, estranhamente familiar.
Com o castelo como cenário e uma das suas antepassadas - Sophia - como heroína, Carrie começa o seu novo romance. E rapidamente dá por si a escrever com uma rapidez invulgar e com um imaginário tão intrigante que a leva a perguntar-se se estará a lidar apenas com a sua imaginação. Será a "sua" Sophia tão ficcional como ela pensa?
À medida que a sua escrita ganha vida própria, as memórias de Sophia transportam Carrie para as intrigas do século XVIII e para uma incrível história de amor perdida no tempo. Depois de três séculos de esquecimento, o "segredo de Sophia" tem de ser revelado.

A minha opinião: Gosto muito de histórias com segredos do passado e por isso fiquei muito curiosa para ler O Segredo de Sophia. E não fiquei nada decepcionada! A história prendeu-me logo de início e a leitura tornou-se compulsiva à medida que me ia aproximando do final.

Carrie McClelland é uma bem sucedida escritora de romances históricos cuja musa a parece ter abandonado. Ao viajar de carro para Petterhead, a fim de conhecer o filho recém-nascido da sua agente, Jane, Carrie sente-se impelida a fazer um desvio para o Castelo de Slains. Algo naquele lugar parece atraí-la, mas acaba por pedir indicações a um transeunte que passa com o seu cão e segue caminho.

Contudo, não consegue tirar Slains da cabeça, acaba por lá voltar com Jane, decide que esse é o local indicado para escrever o seu novo romance e arrenda uma pequena casa.

Ao pensar em nomes para a protagonista do seu livro, decide utilizar o nome de um antepassado seu, Sophia, e enquadra-a no acontecimento verídico que teve lugar em Slains, a preparação da tentativa de recuperação do trono por parte dos apoiantes do rei Jaime. Quando começa a escrever fá-lo compulsivamente, quase em transe. O mais estranho é quando Carrie se apercebe que aquilo que escreve aconteceu mesmo... Será que Carrie herdou as memórias de Sophia? Será a memória algo transmissível nos genes de geração em geração?

A história alterna entre o passado e o presente, ou seja, a história de Sophia e a história de Carrie. E de como, por vezes a realidade ultrapassa a ficção e Carrie se vê a passar por situações semelhantes às que Sophia passou.

Não quero contar muito mais porque acho que este livro merece ser lido e a sua história descoberta à medida que se vai lendo. São duas belíssimas histórias de amor, uma no presente e outra no passado, que a autora desvenda e interliga de forma magistral. Quero só acrescentar que acabei por descobrir o segredo de Sophia, mas que não foi por isso que perdeu o encanto. E há uma descoberta, mesmo no final, que fui fazendo ao mesmo tempo que Carrie, e que achei deliciosa.

Fiquei com vontade de ler mais livros de Susanna Kearsley. Espero que esta seja uma autora em que a Asa continue a apostar.

Classificação: 5

-------------------------------------------------------------------

Este livro conta para o Desafio Fall Into Reading 2012.

A capa mais bonita (57)

A capa mais bonita é uma rubrica semanal do Tantos Livros Tão Pouco Tempo (inspirada na rubrica Cover Vs Cover do blog Library Mosaic) na qual cada semana é escolhido um livro e são comparadas a capa da edição original (sempre que possível) e a capa da edição portuguesa e, através de uma votação, é elegida a capa mais bonita.

Na semana passada a votação foi renhida e, com 8 votos contra 7, a capa vencedora foi a da edição britânica de O homem do fato castanho.

Esta semana comparamos as edições britânica e portuguesa de A Casa dos Sonhos de Liz Fenwick. Gosto muito da capa portuguesa, mas a casa da capa original podia ser Trevenen... É tão linda! E vocês, qual a capa que preferem?

Capa Reino Unido
Capa Portugal
l l l l l l l l l l l l l l l l l
Qual a capa mais bonita?
  
pollcode.com free polls 

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Friday's Photo (77)

Fonte
Bom fim de semana e boas leituras!

Theme Thursday - Miúdo

Theme Thursdays é uma rubrica semanal, que funciona de quinta a quinta, organizada pela kavyen do blog Reading between Pages.

Todos podem participar! Estas são as regras:
  • Um tema será colocado online todas as semanas (à quinta)
  • Pegar no livro que estamos a ler e escolher uma conversa/fragmento/frase
  • Mencionar o autor e o título do livro no post
  • É importante que o tema seja mencionado na frase (embora esta não tenha, necessariamente, de conter a palavra)

O tema desta semana é - MIÚDO

"O garoto de cabelo cor-de-mel agachou-se, deixou-se escorregar ao longo do último troço do rochedo e encaminhou-se para a lagoa."

~ p. 5, “O Deus das Moscas" de William Golding

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Opinião: "Para ti, Uma Vida Nova"

Autor: Tiago Rebelo
Editor: Edições Asa
Edição/reimpressão: Dezembro de 2010
ISBN: 9789892308944
Páginas:136

Sinopse: Sempre que ia fazer surf para o Guincho, Cristina esquecia-se do mundo. Para ela havia, nesses momentos, apenas o seu corpo na prancha e a imensidão azul - mar e céu. No embalo das ondas não pensava na sua agenda totalmente preenchida, nas inúmeras solicitações que tinha enquanto mulher de um bem-sucedido empresário da Comunicação Social e directora da mais recente aquisição do marido, o diário O Popular. Esquecimento e desafio, era isso que procurava em cada ida ao Guincho. Mas a beleza pura e agreste daquela praia viria a evocar-lhe, um dia, bem mais do que isso, e ao contemplá-la seria invadida por uma outra beleza que se misturava com aquela, mas que tinha tonalidades incrivelmente profundas e ricas. Conheceria Miguel ali e seria também ali que iria sentir a força e o espírito de um amor intenso, corajoso e rebelde, um amor que viria a mudar para sempre a trajectória da sua vida. Mas, por enquanto, Cristina concentrava-se apenas nos tubos azuis e brancos das ondas e não sonhava ainda que viria a apaixonar-se por um dos jornalistas mais creditados d’O Popular.

A minha opinião: Esta foi a minha estreia nos romances de Tiago Rebelo. Já tinha lido as suas Breves Histórias de Amor e tinha gostado da escrita do autor, tendo ficado muito curiosa para ler um dos seus romances. A escolha acabou por recair neste Para ti, Uma Vida Nova, que comprei na Feira do Livro este ano.

É uma história de amor contemporânea, entre duas pessoas de certo modo perdidas e que, quando se encontram, se complementam. Miguel é um homem recentemente divorciado que conhece uma surfista, de seu nome Cristina, no Guincho, e se encanta com ela. Podia ter sido um encontro completamente casual não fosse o facto de Cristina ser a nova directora d'O Popular, o jornal onde Miguel trabalha. Cristina é casada, mas não é feliz, apenas conformada, pois sonha em ser mãe e o marido, mais velho, não quer ter filhos. Também Cristina se encanta com Miguel, especialmente quando conhece o seu filho e vê como pai e filho interagem. A relação entre ambos parece inevitável, mas será o casal capaz de ultrapassar mal-entendidos e sobreviver ao destino?

Gostei da história e da forma como o autor aproveitou acontecimento verídicos para enquadrar a história. Sei que este foi um dos primeiros romances do autor, o que me deixa com expectativas para os que escreveu depois.

Classificação: 3

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

A capa mais bonita (56)

A capa mais bonita é uma rubrica semanal do Tantos Livros Tão Pouco Tempo (inspirada na rubrica Cover Vs Cover do blog Library Mosaic) na qual cada semana é escolhido um livro e são comparadas a capa da edição original (sempre que possível) e a capa da edição portuguesa e, através de uma votação, é elegida a capa mais bonita.

Na semana passada a capa a votos era Desejo Subtil e a capa portuguesa voltou a vencer com 16 votos contra 6.

Esta semana comparamos as edições britânica e portuguesa de O homem do fato castanho de Agatha Christie. Não sou fã da capa portuguesa, gosto bastante mais da capa original. E vocês, qual a capa que preferem?

Capa Reino Unido
Capa Portugal
l l l l l l l l l l l l l l l l l
Qual a capa mais bonita?
  
pollcode.com free polls