quarta-feira, 31 de março de 2010

José Rodrigues dos Santos n.º 1 na Bulgária

É com orgulho que reproduzo esta notícia. Os meus parabéns ao autor. 

José Rodrigues dos Santos atingiu o primeiro lugar do Top da principal cadeia de livrarias da Bulgária, a Helikon, com o romance A Fórmula de Deus. É a primeira vez que o autor da Gradiva se torna n.º 1 de vendas fora de Portugal – um acontecimento raro no caso de autores portugueses.

O Top da Helikon pode ser consultado neste link: http://www.helikon.bg/

O romance A Fórmula de Deus foi publicado na Bulgária com o título Borjiata Formula pela principal editora do país, a Hermes, de Plovdiv.

Trata-se da segunda aventura de Tomás Noronha, a personagem de quatro dos romances de José Rodrigues dos Santos e aborda, com base numa profunda investigação do autor, a prova científica da existência de Deus. O livro está já traduzido em sete línguas, devendo ser ainda este ano editado nos Estados Unidos, Rússia e Hungria.

A obra A Fórmula de Deus foi originalmente publicada pela Gradiva, tendo sido o livro mais vendido em Portugal em 2006.

domingo, 28 de março de 2010

Opinião: "Sem Sangue"

Título original: Senza Sangue
Autor: Alessandro Baricco
Tradutor: Fernando Assis Pacheco
Editor: Grupo Cofina (Biblioteca Sábado)
Edição/reimpressão: Maio de 2009
ISBN: 9788461316151
Páginas: 160

Sinopse: Quando os seus inimigos finalmente o encontram, Manuel Roca obriga Nina, a sua filha pequena, a meter-se num esconderijo debaixo de um alçapão na despensa, a partir do qual testemunhará o assassinato do seu pai e do seu irmão. Após a matança, Tito, um dos assassinos, encontra o esconderijo de Nina, mas, apiedado da inocência da criança, não diz nada aos seus cúmplices. Décadas mais tarde, Nina é uma intrigante mulher que passeia pela rua quando encontra um já idoso Tito a vender lotaria. Este encontro revelará até que ponto a traumática experiência da sua infância marcou ambas as personagens, e se serão alguma vez capazes de a superar.


A minha opinião: Sem Sangue é a história de uma mulher que, em criança, testemunhou a morte do seu pai e do seu irmão e é também a história de um dos assassinos que, tendo-a descoberto no seu esconderijo, resolveu não a denunciar, salvando-lhe, assim, a vida. O que aconteceu a ambos após esse momento marcante é revelado no encontro que têm muitos anos mais tarde quando contam um ao outro as suas histórias. Contudo, as suas 160 páginas poderiam ter sido facilmente reduzidas para metade, uma vez que o tamanho das letras é bastante superior ao normal. É, assim, uma história muito breve, quase parecendo um resumo e tenho pena que o autor não a tenha desenvolvido, pois achei a história muito interessante e, devidamente aprofundada, ter-me-ia certamente, prendido à sua leitura.


Classificação: 2

sexta-feira, 26 de março de 2010

Novidades Esfera dos Livros

Título: D. Amélia
Autor: Isabel Stilwell
Colecção: Romance
P.V.P: 22 €
ISBN: 978-989-626-207-5
Páginas: +/- 672 + 32 extratextos
Formato: 16 X 23,5 / Brochado
Data de lançamento:
Março

Uma rainha não foge, não vira costas ao seu país. D. Amélia de Orleães e Bragança era uma mulher marcada pela tragédia quando embarcou, em Outubro de 1910, rumo ao exílio. Essa palavra maldita que tinha marcado a sua família e a sua infância.
O povo acolheu-a com vivas quando chegou a Lisboa para se casar com D. Carlos. A princesa era uma mulher feliz. Mas cedo sentiu o peso da tragédia. O povo agora criticava os seus gestos, mesmo quando eram em prol dos mais desfavorecidos. O marido afastava-se do seu coração, descobriu-lhe traições e fraquezas e nem o amor dos seus dois filhos conseguiu mitigar a dor. Nos dias mais tristes passava os dedos pelo colar de pérolas que D.Carlos lhe oferecera, 671 pérolas, cada uma símbolo dos momentos felizes que teimava em não esquecer.

Título: Spínola
Autor: Luís Nuno Rodrigues 
Colecção: História Biográfica séc. XX
P.V.P: 38 €
ISBN: 978-989-626-208-2
Páginas: 744 + 28 extratextos    
Formato: 16 X 23,5 / Cartonado
Data de lançamento: Março
 
O historiador Luís Nuno Rodrigues traz-nos a biografia de António de Spínola, o primeiro presidente da República após o 25 de Abril de 1974. O homem que meses antes agitou o país com a publicação de  Portugal e o Futuro, onde defendia que o problema colonial português não teria uma solução militar.
  A sua passagem pela vida política revestiu-se de aspectos mais dramáticos e constituiu uma decepção, quer para aqueles que a ele se opuseram, quer mesmo para alguns dos seus apoiantes e seguidores, que nele depositaram fortes esperanças num momento-chave da História portuguesa contemporânea. À imagem do militar intrépido sucedeu gradualmente a de um político inábil, ingénuo e até desastrado, para uns, ou a de um homem guiado por uma ambição desmedida e por um projecto pessoal de poder, para outros.
O certo é que, entre 25 de Abril de 1974 e 11 de Março de 1975, a «glória» cedeu lugar ao «drama» na vida de António de Spínola. Uma série de passos em falso levaram o «general do monóculo» da Presidência da República ao exílio no Brasil, de símbolo da esperança nascida em Abril de 1974, a líder de um movimento clandestino que, a partir do estrangeiro, visava alterar pela força o regime político vigente. Regressou a Portugal em Agosto de 1976, recebendo ordem de prisão ainda no aeroporto. Reintegrado posteriormente nas Forças Armadas.

Título: A Vida Amorosa no Antigo Egipto
Autor: José Miguel Parra Ortiz
Colecção: História Divulgativa
P.V.P: 23 €
ISBN: 978-989-626-209-9
Páginas: 288 + 1 desdobrável
Formato: 16 X 23,5 / Brochado c/ sobrecapa
Data de lançamento: Março

O sexo é um dos elementos básicos da sociedade humana. Compreender como a sociedade egipcía compreendia e interpretava o acto reprodutor, saber como vivia a sexualidade, se existia uma cultura do prazer e quem tinha acesso à mesma é o objectivo do historiador e especialista espanhol José Miguel Parra Ortiz neste livro.
Ao contrário de outras culturas da Antiguidade, como a Grega ou Romana, os egipcíos não nos deixaram muitas representações gráficas dos seus sentimentos e devaneios físicos. As principais fontes para o conhecimento da sexualidade no Antigo Egipto são poemas amorosos do Reino Novo, estatuetas e relevos como as de Akhenatón e Nefertiti, o casal real que mais fez representar o seu amor, amuletos sexuais, fragmentos de cerâmica, pinturas murais que foram aparecendo nas escavações arqueológicas e o Papiro Erótico de Turim, que é reproduzido na íntegra neste livro.
Baseado numa rigorosa e original investigação histórica, esta obra, amplamente ilustrada, aborda temas como o vestuário e a maquilhagem objectos de sedução para rainhas como Nefertiabet, a homossexualidade no Vale do Nilo como a possível relação entre Niankhnum e Khnumhotep, os remédio utilizados para despertar o ânimo sexual, as posturas, variantes sexuais como a dominação ou submissão, a gravidez, o aborto, bem como as orgias e a luxúria da sociedade dos faraós.

Título: Mitos Urbanos e Boatos
Autor: Susana André
Colecção: Fora de Colecção
P.V.P: 17 €
ISBN: 978-989-626-205-1
Páginas: 296
Formato: 16 X 23,5 / Brochado
Data de lançamento: Março

O clarão foi visto numa extensão de vários quilómetros e o barulho ouviu-se em Cascais, assegurou o locutor de rádio enquanto anunciava a chegada de marcianos à praia de Carcavelos. Onze pessoas foram esfaqueadas na Praça de Espanha por um árabe de túnica branca, alertava o e-mail que correu milhares de caixas de correio electrónico. O convento de Mafra está infestado de ratos do tamanho de coelhos, efabula a lenda que já faz parte da história deste monumento nacional. E os fantasmas que por todo o país pedem boleia são quase tantos quantas as estradas portuguesas: diz-se que assombram locais como a serra de Sintra e a curva do Mónaco.
A autora explica-nos como nascem os mitos urbanos e os diversos tipos de boatos nacionais e internacionais. Através de um trabalho minucioso e exaustivo, descobriu a verdade por detrás de histórias forjadas que julgávamos reais. Durante este longo processo de investigação contou muitas vezes com a ajuda dos próprios protagonistas dos boatos que ajuda a desmontar. Lembra-se de ter recebido um e-mail a pedir pijamas para o IPO? De lhe garantirem que o cantor Carlos Paião mudou de posição dentro do caixão? De ler numa revista que Teresa Guilherme e Manuel Luís Goucha estavam de casamento marcado ou de ouvir falar na alegada relação entre José Sócrates e o actor Diogo Infante? Certamente também já lhe contaram que os hambúrgueres da McDonald’s são feitos de minhocas e que saem crocodilos vivos das sanitas nova-iorquinas.
Estes e outros mitos urbanos correm de boca em boca e percorrem as nossas caixas de correio electrónico; agitam os blogues, publicam-se nos media e instalam-se no imaginário colectivo. Pelo caminho vão ganhando força e manchando reputações; em muitos casos, chegam mesmo a destruir a vida dos visados.
 
Título: Mente sã corpo são
Autor: Francisco Varatojo
Colecção: Saúde
P.V.P: 18 €
ISBN: 978-989-626-212-9
Páginas:
Formato: 15 X 23 / Brochado
Data de lançamento: Março

 Quer ter uma vida mais equilibrada? Sentir-se com mais energia? Quer saber interpretar os sinais que o seu corpo lhe dá? Alterar o seu modo de vida e a sua alimentação para se sentir melhor? Em suma, quer aprender a viver de modo mais saudável?
Francisco Varatojo, director do Instituto Macrobiótico, conhecido orador em várias palestras nacionais e internacionais, ensina-lhe, através de conselhos, dicas práticas, testes e exercícios simples, a ter uma mente sã num corpo são.
Ao longo destas páginas vai aprender a potenciar a energia do seu corpo, a interpretar os sinais que este lhe dá através do autodiagnóstico, a praticar exercícios de respiração e meditação, a fazer alongamentos e outros movimentos físicos, a cozinhar de forma mais saudável, escolhendo alimentos que beneficiam a sua saúde, a pensar de forma mais positiva de forma a usar a mente e as emoções a seu favor.
Sabia que a nossa respiração deve dar mais de ênfase à expiração e ser mais centrada na zona abdominal? O funcionamento dos intestinos pode dar-nos indicações preciosas sobre a nossa saúde em geral e sobre a saúde do aparelho digestivo em particular? Alterações na testa como inchaço, borbulhas, escamação e outros tipos de sinais estão ligados a desequilíbrios nos intestinos, bexiga e órgãos reprodutores? Devíamos consumir mais cereias integrais, vegetais, leguminosas, e menos lacticínios, carne e açúcares?

Opinião: "O Plano Infinito"

Título original: El Plan Infinito
Autor: Isabel Allende
Tradutor: Carlos Martins Pereira
Editor: Difel
Edição/reimpressão: Setembro de 2005
ISBN: 9722907050
Páginas: 400

Sinopse: O protagonista deste épico e intimista romance, Gregory Reeves, é um gringo que se fará a si próprio no mundo dos hispanos da Califórnia, e que encarna muitos dos defeitos e virtudes da nossa sociedade. Ao longo do livro, o leitor vai encontrar-se com os sentimentos da marginalização social e do racismo, com a paixão da actividade política, com os contrastes entre opulência e pobreza, com a patética realidade da guerra do Vietname, com a experiência da evolução do conceito de família, com a incessante busca e vivência do amor... que ao mesmo tempo leva Gregory Reeves ao seu pessoal Plano Infinito, intuído na sua infância quando o pai pregava.

Mais uma grande criação literária de Isabel Allende que, a partir de um início brilhante, vai manter no leitor, um constante interesse, até um final tão revelador, quanto surpreendente.

A minha opinião: Já tinha tentado ler este livro há dois ou três anos, mas na altura não consegui passar das primeiras páginas. Agora achei que era a altura certa para lhe dar uma nova hipótese e ainda bem que o fiz. Isabel Allende é uma das minhas autoras favoritas e ainda que não se tenha tornado um dos meus preferidos, gostei bastante deste Plano Infinito. Julgo ser o primeiro livro da autora em que o protagonista é um homem e uma vez mais a autora desenrola uma acção fictícia num cenário real. Assim, a história do protagonista, Gregory Reeves, funde-se com a história dos Estados Unidos da América, nas décadas de 60, 70 e 80. Através do percurso de Gregory (e das dezenas de personagens secundárias) ficamos a conhecer, por exemplo, o problema da imigração mexicana e do racismo subjacente, o problema do bullying (que na altura ainda não se chamava assim), a ascensão e queda do movimento hippie, a guerra do Vietname e o surgimento dos yuppies.


Uma das coisas que adoro nos livros da autora, e que também acontece em O Plano Infinito, é o facto de existirem muitas personagens secundárias que, mais tarde ou mais cedo, acabam por revelar a sua importância na história. Gostei sobretudo de Carmen, achei-a uma personagem muito forte que conseguiu vencer as adversidades e escolheu ser feliz.

O facto de ter dois narradores (o personagem principal e um que narra na 3ª pessoa) acaba por se tornar um pouco confuso às vezes, mas não retira prazer à leitura.

Classificação: 3

segunda-feira, 22 de março de 2010

Dia Mundial da Árvore e da Poesia

Ontem, dia 21 de Março, foi o Dia Mundial da Árvore e da Poesia. Para celebrar a data, nada como um poema dedicado à árvore.


Árvore, cujo pomo, belo e brando 

Árvore, cujo pomo, belo e brando,
natureza de leite e sangue pinta,
onde a pureza, de vergonha tinta,
está virgíneas faces imitando;

nunca da ira e do vento, que arrancando
os troncos vão, o teu injúria sinta;
nem por malícia de ar te seja extinta
a cor, que está teu fruito debuxando.

Que pois me emprestas doce e idóneo abrigo
a meu contentamento, e favoreces
com teu suave cheiro minha glória,  


se não te celebrar como mereces,
cantando-te, sequer farei contigo
doce, nos casos tristes, a memória.
 

Luís Vaz de Camões

Fonte 

quarta-feira, 17 de março de 2010

Which literary heroine are you?

Jane Eyre
You are like Jane Eyre, the heroine of Charlotte Bronte´s best known book! You are very intelligent, honest and polite, you have your self-respect and never betray your beliefs. Your dream guy: Mr Rochester.
Agora tenho mesmo que ler o livro...

O teste está aqui.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Pré-lançamento Sangue Furtivo

A Saída de Emergência faz o pré-lançamento do 5º livro da Saga do Sangue Fresco no dia 12 de Março às 18 horas no Cabaret Maxime em Lisboa, com a presença da autora Charlaine Harris.

terça-feira, 9 de março de 2010

Novidades Gradiva

Disponíveis a 22 de Março
EDIÇÃO SIMULTÂNEA NO REINO UNIDO E EM PORTUGAL
O novo romance de um dos autores maiores da literatura contemporânea. Mais uma vez, a capacidade de Ian McEwan para surpreender o leitor. A mesma liberdade e originalidade no que se refere ao estilo, às soluções narrativas e ao enredo. O tema das alterações climáticas – também ele inesperado numa obra de ficção de grande qualidade literária – serve de pretexto para a exposição das fragilidades humanas, individuais e colectivas. Permeada de humor e diálogos magistrais, a narrativa prende de imediato o leitor, permitindo-lhe uma auto-aprendizagem da qual retirará grande prazer.
«Obras de Ian McEwan», nº 15, 340 pp., € 16,00

Os novos percursos pelos quais as artes transitam – teatro, cinema, vídeo, ambientes digitais – apontam para um diálogo entre meios, formas de expressão e temas que subverte a noção de campos estéticos e conceptuais distanciados e promove uma interligação destas diversas manifestações. Neste primeiro número de uma nova colecção dedicada às artes na sua relação com os meios de expressão, ressalta a hibridez da criação e difusão artísticas actuais.
«Arte e Media», nº 1, 220 pp., € 14,00

Recorrendo à sua vasta experiência docente e de investigação, a autora oferece-nos uma introdução aos fundamentos da análise de erros e ao tratamento de dados, que constituem parte integrante do avanço científico. A escrita directa e acessível proporcionará a todos uma útil e divertida leitura.
«Trajectos/Ciência», nº 9, 280 pp., € 12,50
PRÉMIO LITERÁRIO REVELAÇÃO AGUSTINA BESSA-LUÍS 2009
Uma família indo-portuguesa. Um século de história. Quatro gerações que evocam 450 anos de aventura mítica, nos quais a Índia longínqua era portuguesa. Em pano de fundo, a partida, o acaso e a sorte de quem se vê constantemente obrigado a fazer as malas, o desenraizamento, a inquietação, o inesperado, a imprevisibilidade dos destinos que se cruzam. A imagem dada pelo título é elucidativa: uma casa em movimento. Uma beleza poética singular. Uma verdadeira revelação.
«Gradiva», nº 130, 340 pp., € 13,00
 
A bruxa Mimi adora abóbora cozinhada de todas as maneiras. Por isso, decide descobrir uma forma de ter sempre abóbora à mão, para preparar os seus pratos preferidos (e do Rogério). Mas, como sempre, as coisas não correm como desejado e a Mimi vê-se a braços com uma abóbora gigante... Como irá ela resolver mais esta embrulhada? Descobre tudo no novo livro da Mimi!
«Gradiva Júnior», nº 120, 28 pp., € 13,00

sexta-feira, 5 de março de 2010

Bom fim de semana!

Novidades Saída de Emergência

Novidades Contraponto

Lançamento a 5 de Março:

ESPECIAL IAN FLEMING



Quantum of Solace
A publicação dos contos de James Bond num único volume é a celebração definitiva do atraente e mortífero agente secreto 007. Quer esteja a fazer uma descoberta inesperada nas Bahamas, a caçar um assassino cubano em terreno selvagem, a derrubar um barão da droga internacional em Roma, na pista de um segredo mortífero nas Caraíbas ou a derrotar um assassino estranhamente sedutor em Berlim, missões perigosas e mulheres bonitas fazem parte do dia-a-dia de James Bond. E este agente é sempre um profissional competente.

Casino Royale
O agente 007, sempre sedutor e sofisticado, atraente e perigoso, tem como missão neutralizar uma rede terrorista russa. Num arriscado jogo de bacará, no mítico Casino Royale, Bond terá de vencer o temível Le Chiffre. No entanto, a atracção de James Bond por uma belíssima agente parece conduzir tudo ao desastre… Até que surge um inesperado aliado.

Dr. No
Após o desaparecimento de um agente dos Serviços Secretos Britânicos e da sua secretária na base de Kingston, M acredita que este pode ser um caso fácil para 007, ainda em recuperação do encontro quase fatal com um agente russo. Só que James Bond e Honey Rider, a sua bela e vulnerável amiga, após terem sido capturados ao invadirem a isolada ilha caribenha de Crab Key, encontram-se em poder do Dr. No, um sinistro eremita com pinças mecânicas no lugar de mãos, absolutamente fascinado pela dor. Decidido a proteger dos Serviços Secretos Britânicos as suas operações clandestinas, o Dr. No tem agora a oportunidade de se livrar de um inimigo e de aprofundar as suas diabólicas pesquisas. Bond e Rider acabam por ter de lutar pela vida num mortífero jogo da autoria do Dr. No…

Vive e Deixa Morrer
Mr. Big – senhor do mundo do crime nova-iorquino, líder do culto vodu Viúva Negra e membro da SMERSH, a poderosa organização soviética – é um dos oponentes mais perigosos que Bond alguma vez enfrentou. Esta nova missão, quase suicida, vai levar 007 dos clubes duvidosos do Harlem às ilhas da Florida e ao luxuriante Caribe.
Bond volta a estar bem acompanhado por uma bela e misteriosa mulher, Solitaire, prisioneira de Mr. Big, que não a deixará escapar facilmente. O duelo final acontece na Jamaica’s Shark Bay, onde 007 terá de enfrentar os mortíferos dentes dos tubarões... se quiser capturar um peixe maior.

Preço c/ IVA: € 16,95


Lançamento a 12 de Março:

A Próxima Vez
Marc Levy
Preço: € 16,50
     Jonathan é um especialista em arte com uma paixão inexplicável pela obra do pintor russo Vladimir Radskin. Quando, nas vésperas do seu casamento, lhe chega a notícia de que uma galeria em Londres tem em sua posse cinco quadros do pintor – entre eles, possivelmente, a sua mítica última obra, A Jovem de Vestido Vermelho, misteriosamente desaparecida em 1868 –, Jonathan não hesita em partir.
     Ao chegar a Londres, encontra Clara, a dona da galeria, e é acometido por uma forte sensação de déjà vu: certamente já viu aquele rosto, já ouviu aquela voz. Mas onde, e quando? Será que entre eles há algo mais em comum do que uma paixão por pintura?
     A sua busca leva-os da galeria em Picadilly Circus a uma loja de tintas em Florença, de um laboratório no Louvre a uma misteriosa mansão em Inglaterra. Quanto mais Jonathan e Clara descobrem acerca da última obra de Radskin, mais descobrem acerca de si próprios: três vidas muito diferentes, três destinos entrelaçados, presos numa corrida contra o tempo...


Lançamento a 26 de Março:

Desculpa, mas Vou Chamar-te Amor
Federico Moccia
Preço: € 19,95
     Niki é uma rapariga linda, extrovertida, inteligente, simpática e alegre. Tem dezassete anos, e tanto ela como as suas amigas estão no último ano do secundário. O seu dia-a-dia é pautado por desfiles, festas e raves, entre outros divertimentos.
     Alex é um «rapaz» com quase trinta e sete anos e acabou há pouco tempo uma relação de longa data. Tem três grandes amigos, Enrico, Flávio e Pietro, que são casados. Alex ocupa um cargo importante na área da publicidade, mas um jovem oportunista contratado recentemente pela sua empresa põe em risco o seu emprego.
     Certa manhã, Niki e Alex têm um encontro, ou melhor, um desencontro – um desencontro que vai mudar tudo.
     Esta linda história de amor reflecte a vontade de reencontrar a liberdade e o desejo de nutrir sentimentos verdadeiros, de amar sem regras nem porquês. Retrata o quotidiano, mas também o sonho, a fuga mais bela, mais louca, mais inesperada: uma fuga de amor. E, depois, aquele farol…
     Enfim, é um mergulho onde o mar é mais azul!


E brevemente...
Vale das Bonecas
Jacqueline Susann

terça-feira, 2 de março de 2010

Novidades Presença

1.
Colecção: Vidas d´Escritas (nº 7)
P.V.P.: 15,50 €
2.
Colecção: Grandes Narrativas (nº 460)
P.V.P.: 16,50 €
3.
Colecção: Grandes Narrativas (nº 461)
P.V.P.: 18,50 €
5.
Colecção: Noites Claras (nº 5)
P.V.P.: 12,90 €
6.
7.
Colecção: As Cenas da Malu (nº 4)
P.V.P.: 9,50 €
8.
Colecção: O Clube Tiara (nº 6)
P.V.P.: 5,00 €

segunda-feira, 1 de março de 2010

Às escuras...


Foi assim que passei a tarde e o início da noite de sábado.
Aproveitei para pôr a leitura em dia, pois claro!